02/03/2020 10h19

Vítima de atentado no Ruth Cardoso aparece em fotos portando metralhadoras

No hospital não há câmeras de monitoramento interno e externo, prejudicando a identificação dos autores

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Na manhã desta segunda-feira (02) um atentado vitimou um homem que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú. O estava internado após levar 13 tiros na semana passada, ele levou mais dois nesta segunda, depois que uma dupla invadiu o local.

Guarnições da Polícia Militar estiveram no hospital. Os agentes ouviram testemunhas que relataram que estavam trabalhando na UTI quando ouviram um disparo e viraram para olhar o que estava acontecendo, quando um homem, de capuz, disse para que não olhassem, virassem de costas e calassem a boca. Logo após, outro disparo foi efetuado.

Os dois homens entraram no local com roupas pretas e tocas cobrindo o rosto, ambos portanto armas, impedindo que as pessoas olhassem para eles. O paciente, atingido por dois disparos, foi identificado, trata-se de Anderson dos Santos. 

Fotos de Anderson circulam nas redes sociais. Nelas, a vítima aparece posando com metralhadoras. Ele chegou a publicar uma das fotos em seu perfil no aplicativo Instagram.

No hospital não há câmeras de monitoramento interno e externo, prejudicando a identificação dos autores. Segundo o médico de plantão, um dos disparos atingiu a região do tórax e outro a região do abdômen.

 

Na madrugada de hoje, Anderson foi atingido com mais dois tiros dos meliantes que foram “terminar o serviço”. A vítima entrou em óbito por volta das 8 horas.

 

De acordo com a secretária de saúde, Andressa Hadad, dois homens fortemente armados entraram na unidade e, a princípio, haviam mais homens do lado de fora do Hospital.

 

Fonte: NSC

PUBLICIDADE