28/10/2020 11h21

Indígenas fecham a BR-470, em Ibirama, em protesto sobre demarcação de terras

O território fica entre os municípios de José Boiteux, Doutor Pedrinho, Vitor Meireles e Itaiópolis

PUBLICIDADE
Trânsito na rodovia foi interrompido nos dois sentidos (Foto: PRF, Divulgação)

Trânsito na rodovia foi interrompido nos dois sentidos (Foto: PRF, Divulgação)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

A BR-470 teve o tráfego interrompido nos dois sentidos em um trecho na cidade de Ibirama nesta manhã de quarta-feira (28) por um protesto organizado por lideranças indígenas do Alto Vale. A mobilização é para pressionar o governo federal a agilizar a demarcação da terra indígena Ibirama-La Klãnõ, uma novela que se estende há décadas. O território fica entre os municípios de José Boiteux, Doutor Pedrinho, Vitor Meireles e Itaiópolis.

 

As polícias Militar e Rodoviária Federal acompanham a manifestação, que foi convocada após o cancelamento de uma audiência em Brasília em que seria discutida a questão.

 

A discussão sobre a ampliação da área demarcada para as famílias indígenas arrasta-se há décadas no Ministério da Justiça. Em 2003, uma portaria reconheceu o direito dos índios sobre 37 mil hectares, mas a decisão ainda está pendente de confirmação pelo presidente da República. 

 

Além disso, o governo estadual e particulares entraram com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a portaria. O caso está sob a relatoria do ministro Edson Fachin, mas não há data para que seja levado a julgamento.

 

POR: EVANDRO DE ASSIS – NSC

 

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE