02/03/2020 14h09

Homem é preso por praticar ato sexual com menor de 14 anos em Taió

O indivíduo foi encaminhado ao Presídio de Rio do Sul, onde permanecerá à disposição da Justiça

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Na última sexta-feira, 28/02/2020, a Polícia Civil de Taió deu cumprimento a um mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário de Taió.

 

 

O homem foi condenado, em primeira instância, pelo crime previsto no artigo 217-A do Código Penal, que prevê:
“Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos:  Pena – reclusão, de 8 (oito) a 15 (quinze) anos. “

 

O indivíduo foi encaminhado ao Presídio de Rio do Sul, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

 

 Em razão da Lei 13.869/19, atualmente em vigor, a Polícia não poderá divulgar imagem total ou parcial dos suspeitos ou condenados.

PUBLICIDADE

Uma resposta para Homem é preso por praticar ato sexual com menor de 14 anos em Taió

  1. Pedro Nogueira2 de março de 2020 às 16:05

    Isso, a Lei 13.869/19 do senador comunista Randolfe Rodrigues serve e garante que quando o estuprador sair da prisão, ele vai poder praticar novamente seus crimes sem ser reconhecido. Mas o artigo 28 é claro quando caracteriza o indivíduo como investigado ou acusado. No caso exposto acima fica claro que essa lei esdruxula não se aplica, trata-se de um vagabundo condenado. E mais, a lei se aplica às autoridades policiais no tocante ao abuso de autoridade e não à imprensa que tem o dever de expor esses lixos humanos p/ que sirva de alerta e ajude a localizar mais possíveis vitimas do criminoso.