01/12/2020 16h16

Caso dos Respiradores: Tribunal julgará Moisés em 14 de dezembro

Se a acusação for aprovada por maioria simples - pelo menos seis votos - Moisés será novamente afastado

PUBLICIDADE
Foto: Murici Balbinot

Foto: Murici Balbinot

PUBLICIDADE
Delta Ativa

O Tribunal Especial do segundo processo de impeachment contra o governador Carlos Moisés da Silva confirmou julgamento para 14 de dezembro, às 9h, no plenário da Assembleia Legislativa de SC (Alesc). Nesta data será discutida e votada a admissibilidade da denúncia que aponta crime de responsabilidade na compra dos 200 respiradores da Veigamed e na tentativa de construção de um hospital de campanha de Itajaí.

 

Se a acusação for aprovada por maioria simples – pelo menos seis votos – Moisés será novamente afastado. Caso contrário, a denúncia é arquivada e o governador segue no posto. Somente ele está envolvido, já que a vice Daniela Reinehr foi excluída do processo ainda na primeira fase. 

 

O segundo processo é considerado mais tranquilo para o governador. Inclusive por integrar deputados menos oposicionistas do que no primeiro. Fazem parte José Milton Scheffer (PP), Valdir Cobalchini (MDB), Fabiano da Luz (PT), Laércio Schuster (PSB), e Marcos Vieira (PSDB).

 

Também compõe o tribunal cinco desembargadores do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC): Sônia Maria Schmitz, Roberto Lucas Pacheco, Luiz Zanelato, Rosane Portella Wolff, e Luiz Antônio Fornerolli.

 

Os membros do tribunal (por ordem de votação):

 

Desembargadora Sônia Maria Schmitz

Deputado Marcos Vieira (PSDB)

Desembargador Roberto Lucas Pacheco 

Deputado José Milton Scheffer (PP)

Desembargador Luiz Zanelato

Deputado Valdir Cobalchini (MDB)

Desembargadora Rosane Portella Wolff (relatora)

Deputado Fabiano da Luz (PT)

Desembargador Luiz Antônio Fornerolli

Deputado Laércio Schuster (PSB)


FONTE: REDE CATARINENSE DE NOTÍCIAS


Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE