31/07/2020 09h12

Santos sai na frente, mas toma virada da Ponte e está eliminado do Paulista

Marinho marcou para o Santos, antes de ser expulso ainda no primeiro tempo, enquanto Bruno Rodrigues, Moisés e João Paulo, fizeram para a Ponte

PUBLICIDADE
Fonte: UOL Esporte

Fonte: UOL Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Santos perdeu de virada para a Ponte Preta por 3 a 1 na noite de hoje (30), na Vila Belmiro, e está eliminado do Campeonato Paulista. Marinho marcou para o Santos, antes de ser expulso ainda no primeiro tempo, enquanto Bruno Rodrigues, Moisés e João Paulo, fizeram para a Ponte Preta.

 

Agora, a Ponte Preta será o adversário do Palmeiras na semifinal do estadual. O time do interior, como tem a pior campanha entre os que avançaram, será visitante.

 

O confronto está marcado para este domingo (2) e, a exemplo das quartas de final, será jogo único. Em caso de empate, a decisão do finalista será nos pênaltis.

 

O melhor: Bruno Rodrigues

 

O meia-atacante da Ponte Preta deu trabalho ao setor de defesa do Santos e foi decisivo: marcou o primeiro gol, de cabeça, e acertou belo chute de fora da área, que rendeu o segundo gol após rebote de Vladimir.

 

O pior: Vladimir

 

Em seu terceiro jogo como titular após a saída de Everson, em litígio com o Santos, o goleiro Vladimir não foi bem. Ele bateu roupa em um chute de fora na primeira etapa, mas ninguém aproveitou. No segundo tempo, falhou nos dois primeiros gols da Ponte.

Cronologia

 

Soteldo fez boa jogada individual e cruzou na medida para Marinho abrir o placar aos 6 minutos. Autor do gol, Marinho foi expulso aos 43. A Ponte empatou após escanteio cobrado logo aos 4 do segundo tempo, com Bruno Rodrigues. Aos 15, o mesmo Bruno Rodrigues arriscou de fora, Vladimir espalmou mal e Moisés, com o gol livre, empurrou pro gol. Aos 42, João Paulo teve liberdade na entrada da área e acertou belo chute colocado para ampliar para 3 a 1.

O jogo do Santos: expulsão prejudica novamente

 

Pelo quarto jogo consecutivo o Santos é obrigado a jogar parte do confronto com um jogador a menos. O Peixe foi melhor em campo e controlou a partida durante o primeiro tempo, mas teve Marinho expulso no final da primeira etapa. Com um a menos, o Santos não conseguiu imprimir o mesmo ritmo da primeira etapa e foi castigado por erros do goleiro Vladimir.

 

A partida da Ponte: equipe joga duro e irrita santistas

 

O time de Campinas jogou duro desde o primeiro minuto. Com entradas fortes, a equipe do interior irritou os santistas – o que culminou na expulsão de Marinho. A Ponte começou melhor, mas caiu durante a primeira etapa. Na segunda, com um a mais, passou a ter controle do jogo diante da queda de desempenho do Santos e virou o jogo.

Quatro jogos consecutivos com expulsão

 

O Peixe chegou ao seu quarto jogo seguido com um jogador expulso. Três deles ainda no primeiro tempo: Jobson, contra o São Paulo, Sánchez, contra o Santo André, e Marinho, hoje contra a Ponte Preta. Uribe, no início do segundo tempo diante do Novorizontino, completa a lista.

Mais uma promessa na Vila

 

O centroavante Marcos Leonardo, de apenas 17 anos, foi relacionado pela primeira vez para uma partida da equipe profissional. Artilheiro de tudo nas categorias de base, o atleta é visto como um dos maiores potenciais do Peixe nos últimos anos.

 

FICHA TÉCNICA:

 

SANTOS 1 x 3 PONTE PRETA

 

Competição: Quartas de final do Campeonato Paulista
Data: 30/07/2020, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos
Árbitro: Salim Fende Chavez
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Fabrini Bevilaqua Costa
VAR: Jose Claudio Rocha Filho
Amarelos: Marinho (2), Arthur Gomes e Pará; Jeferson
Vermelho: Marinho
Gols: Marinho, aos 6 minutos; Bruno Rodrigues, aos 4 do segundo tempo, Moisés, aos 15 minutos do segundo tempo, e João Paulo, aos 42 do segundo tempo.

 

SANTOS: Vladimir; Pará, Luan Peres, Lucas Veríssimo e Felipe Jonatan; Alison (Jobson) , Diego Pituca (Jean Mota) e Carlos Sánchez; Soteldo, Marinho e Kaio Jorge (Arthur Gomes). Técnico: Jesualdo Ferreira.

 

PONTE PRETA: Ivan; Jeferson (Moisés), Henrique Trevisan, Alisson e Guilherme Lazaroni; Dawhan, Apodi, Vinícius Zanocelo (Bruno Reis) e João Paulo (Danrley); Bruno Rodrigues e Safira (Roger). Técnico: João Brigatti

 

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar AQUI.

 
PUBLICIDADE