22/01/2021 16h05

Marcílio Dias vence o Joinville e assume liderança da Copa SC

Em partida truncada, tumultuada e com gramado em péssimas condições, Marinheiro faz o dever de casa e adia classificação do JEC

PUBLICIDADE
Em noite chuvosa, Marcílio Dias joga melhor e vence o Joinville por 3 a 1 em Itajaí (Foto: Vitor Forcellini/JEC)

Em noite chuvosa, Marcílio Dias joga melhor e vence o Joinville por 3 a 1 em Itajaí (Foto: Vitor Forcellini/JEC)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Um jogo difícil, com falhas, sem bola rolando com qualidade, com expulsões e vitória do Marcílio Dias. O JEC entrou em campo na noite desta quinta-feira (21) precisando apenas de um empate para garantir a classificação antecipada às semifinais da Copa Santa Catarina, mas viu um Marcílio Dias disposto a fazer o dever de casa e quebrar a sequência sem vencer o Tricolor. O Marinheiro entrou com disposição e conseguiu. Com gols de Anderson Ligeiro, Adriano Paulista e Zé Vitor, o time de Itajaí garantiu a vitória e assumiu a liderança da competição.

 

Com o desfalque do atacante Alison Mira, o técnico Vinícius Eutrópio precisou usar os garotos para garantir a ofensividade da equipe, mas em um campo em péssimas condições e pesado pelas fortes chuvas que caem na região, o time pouco robusto do Joinville teve dificuldades para conseguir manter as características de posse de bola, toque e agressividade no ataque.

 

O jogo começou truncado e equilibrado, com as duas equipes tentando chegar ao setor ofensivo, mas parando em defesas bem postadas. O Tricolor até tentava abrir as jogadas pelas laterais a pedido do comandante, mas os donos da casa mantinham a forte pressão na marcação e sufocavam as ações tricolores.

 

A característica de posse de bola, construção de jogadas de pé em pé com a troca de passes desde o campo defensivo se tornou impossível para o JEC e o Marcílio Dias aproveitou. Aos 27 minutos, gol do Marinheiro. Zé Vitor encheu o pé em chute cruzado, Volpi espalmou, mas a bola sobrou nos pés de Anderson Ligeiro, que não desperdiçou a chance, bateu com o gol aberto e saiu para o abraço.

 

Não demorou mais do que cinco minutos para que os donos da casa ampliassem o placar. Adriano Paulista fez linda jogada, passou pela marcação com um toque por cima, entrou na área e bateu na saída de Volpi. A bola rasteira entrou no canto esquerdo do goleiro tricolor para colocar o Marcílio Dias ainda mais em vantagem no primeiro tempo.

 

Na saída para o intervalo, Vinícius Eutrópio recebeu dois cartões amarelos e foi expulso da partida. Na volta para a segunda etapa, o comandante promoveu a estreia de Ermel e a entrada de Douglas Packer para tentar dar mais corpo ao time.

 

Apesar de continuar sem conseguir tocar a bola e assustar os donos da casa, o JEC descontou aos nove minutos. Em cobrança de pênalti, Davi Lopes fez o gol que poderia equilibrar a partida. Poderia, mas não equilibrou.

 

O Tricolor não conseguia fazer a ligação entre a defesa e o setor ofensivo, única chance de chegar ao ataque com o campo encharcado e via o Marcílio Dias apostar nos lançamentos e nos chutes de média e longa distância.

 

Aos 32 minutos, o gol que sacramentou a vitória do Marinheiro. Zé Vitor recebeu o lançamento entrando na área, Volpi saiu e o camisa 9 só tocou por cima para fechar o placar no Gigantão das Avenidas.

 

Com o resultado, o Marcílio Dias assumiu a liderança com sete pontos e colocou o Tricolor na segunda posição. O JEC volta a campo no domingo (24), quando recebe o Navegantes, às 17h, na Arena Joinville.


POR: DRIKA EVARINI – ND+

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE