12/03/2020 10h09 - Atualizado em 12/03/2020 10h10

Jogador é morto a tiros e dois homens ficam feridos em SC

Vítimas foram atingidas quando estavam no bar ao lado do campo de society na noite de quarta-feira

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Um jogador foi morto a tiros e dois homens ficaram feridos no bar anexo a uma quadra de futebol society em Itajaí, no Vale, na noite de quarta-feira (11). De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 20h30, na Rua Professora Erotides da Silva Fontes, no bairro São Vicente. Ninguém foi preso.

 

A vítima, identificada como Rafael da Silva de Almeida, de 23 anos, morreu no local. Ele era natural de Itajaí e, em 2018, disputou o campeonato catarinense da série B pelo Clube Náutico Marcílio Dias, atuando em quatro partidas, de acordo com a assessoria do time.

 

whatsapp-image-2020-03-12-at-09.45.23

 

Outro homem de 28 anos foi atingido pelos disparos foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e conduzido consciente ao hospital Marieta Konder Bornhausen.

 

Segundo a PM, ele teria relatado aos policiais que Rafael teria se envolvido em uma briga, há cerca de duas semanas, em um bar na Praia Brava. A Polícia Militar fez escolta no hospital durante a noite e na manhã desta quinta-feira realizava rondas pelo local.

 

O terceiro ferido, de 29 anos, já havia dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Cordeiros e não estava no local quando os policiais chegaram, segundo a PM. Na UPA, a vítima teria dito à polícia que saiu correndo após ouvir os disparos e procurou a unidade de saúde quando percebeu o ferimento no braço.

 

Conforme a polícia, testemunhas relataram que dois homens armados e encapuzados foram até a quadra e atiraram contra as vítimas. Depois, conforme os relatos, eles teriam entrado em um carro e fugido do local.

 

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. De acordo com o delegado Rafael Lorencetti, a suspeita é que o crime tenha sido motivado por um acerto de contas. Até as 8h30 desta quarta-feira, ninguém havia sido preso.

PUBLICIDADE