05/04/2021 10h05

JEC é completamente dominado e perde para a Chapecoense na Arena Joinville

Tricolor foi derrotado pela líder do Catarinense e depois de nove meses, voltou a perder em casa

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
JEC foi completamente dominado, foi derrotado pela Chapecoense e voltou a sentir o gosto amargo de perder em casa (Foto: Vitor Forcellini / JEC)

JEC foi completamente dominado, foi derrotado pela Chapecoense e voltou a sentir o gosto amargo de perder em casa (Foto: Vitor Forcellini / JEC)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Acabou a invencibilidade do JEC jogando na Arena Joinville. E acabou de maneira melancólica. O Tricolor foi derrotado por 3 a 0 pela Chapecoense na noite deste sábado (03) em um jogo que o Verdão do Oeste dominou completamente a partida, fez três gols, mas poderia ter feito mais. Com dois gols de Perotti e um de Lima, a Chapecoense mantém o tabu de não perder em Joinville desde 2012. Já o JEC, depois de nove meses, reencontrou o gostinho amargo da derrota jogando em sua casa.

 

O JEC foi completamente dominado pela Chapecoense no primeiro tempo. Visitante com cara de dona da casa, a Chape não se intimidou e assim que a bola rolou começou com uma pressão intensa para cima do Joinville. Em dois minutos, o Verdão do Oeste fuzilou a zaga tricolor, que se defendeu da maneira que conseguiu.

 

Com muitos erros de passe na saída de bola, o JEC praticamente “dava” a chance para a Chapecoense levar perigo para o gol de Fabian Volpi, até que a chance chegou, mas Kaio desperdiçou. Em ótima jogada pela direita, o atacante recebeu na pequena área, mas falhou em uma tentativa de voleio e desperdiçou a chance de abrir o placar.

 

Apesar disso, a Chapecoense continuou levando perigo, tocando muito bem a bola, envolvendo completamente a marcação tricolor e deixando a defesa sem a segurança que o torcedor está acostumado.

 

Com tanta superioridade e qualidade, o gol não demorou a sair. Aos 12 minutos, o goleiro Keiller enxergou o artilheiro Perotti bem posicionado pela direita e em um lançamento perfeito, encontrou o camisa 77 sozinho. Perotti dominou e bateu firme, cruzado, no canto direito de Fabian Volpi.

 

Sem conseguir ficar com a bola, trabalhar a construção de jogadas, o JEC continuou errando passes e entregando o ouro para a Chapecoense. Nos últimos minutos, o Tricolor até melhorou, mas não conseguiu furar a defesa do Verdão.

 

O zagueiro Kadu, da Chapecoense, que precisou de atendimento médico após um choque dentro da área sofreu um trauma lombar e saiu da Arena Joinville de ambulância direto para o hospital. Por isso, a volta para o segundo tempo acabou atrasado. Sem ambulância, o jogo não pode recomeçar, como prevê o regulamento e o “intervalo” foi esticado para aproximadamente de 25 minutos.

 

A bola rolou e as equipes voltaram iguais para a segunda etapa, mas o JEC até demonstrou vontade de buscar o resultado nos primeiros minutos, mas o balde de água fria veio logo aos seis minutos. Após mais um erro de passe no ataque, o Tricolor cedeu o contra-ataque e, na área, Kaio limpou e foi derrubado por Charles. Mais um pênalti na conta do zagueiro tricolor.

 

Na cobrança, Perotti não perdeu a chance de colocar mais um gol na conta. O artilheiro bateu rasteiro, forte, no canto direito de Volpi.

 

O segundo gol provocou o técnico Felipe Sampaio que alterou completamente o meio tricolor com as entradas de Yann Rolim, Douglas Packer e Luquinhas, mas a tática não funcionou e quem marcou foi a Chapecoense em mais uma falha do JEC.

 

Lima mal entrou e no primeiro toque na bola, aos 19 minutos, já marcou o seu e um belo gol. Após erro na saída de bola, a Chapecoense avançou e a bola sobrou para o camisa 32 que dominou de esquerda, limpou e bateu de longe, no canto direito do goleiro tricolor.

 

O JEC ainda teve Banguelê expulso nos minutos finais. Após uma confusão entre Thiago Santos e o goleiro Keiller, o volante tricolor e o zagueiro Felipe Santana se estranharam e foram mais cedo para o chuveiro na Arena.

 

Sem forças para reagir, o Tricolor apenas “manteve” o placar e contabiliza a segunda derrota consecutiva no Estadual. O JEC retorna a campo na próxima quarta-feira (7), às 21h30, quando enfrenta o Avaí, na Ressacada.

 

Ficha técnica

 

JEC

Fabian Volpi; Edson Ratinho, Charles, Fernando e Renan Castro; Banguelê, Alex Nagib (Douglas Packer) e Diego (Yann Rolim); Yaya Banhoro (Luquinhas), Gustavo Ermel (Paulo Victor) e Alison Mira (Thiago Santos)

Técnico: Felipe Sampaio*

 

Chapecoense

Keiller; Ezequiel, Kadu (Tiago), Felipe Santana e Brayan (Matheus Ribeiro); Alan Santos, Ronei, Foguinho (Lima) e Fabinho (Fernandinho); Kaio (Geuvânio) e Perotti

Técnico: Umberto Louzer

 

Gols: Perotti (CHA) 2x, Lima (CHA)

Cartões amarelos: Kaio (CHA), Brayan (CHA)

Cartões vermelhos: Banguelê (JEC), Felipe Santana (CHA)

 

JEC x Chapecoense

Sábado (03), às 19h

Local: Arena Joinville

Árbitro: Rafael Traci

Assistentes: Henrique Neu Ribeiro e André Eduardo da Silveira


POR: DRIKA EVARINI – ND+

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

 

PUBLICIDADE