30/07/2021 16h00

Criciúma consegue apoio da FCF e protestará contra arbitragem de jogo da Copa do Brasil

Diretoria do Tigre questiona marcação de pênalti que resultou no único gol do Fluminense na primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Criciúma consegue apoio da FCF e protestará contra arbitragem de jogo da Copa do Brasil (Foto: Celso da Luz / Criciúma)

Criciúma consegue apoio da FCF e protestará contra arbitragem de jogo da Copa do Brasil (Foto: Celso da Luz / Criciúma)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

FCF (Federação Catarinense de Futebol) apoiará a reclamação da diretoria do Criciúma contra a arbitragem, em especial o árbitro Caio Max Augusto Vieira e o árbitro de vídeo Pablo Ramon Gonçalves, ambos potiguares, envolvidos na polêmica durante a vitória do Tigre, por 2 a 1, sobre o Fluminense, na última terça-feira (27), pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

 

Talvez eu não tenha acesso à Comissão de Arbitragem como presidente de clube, mas o presidente da Federação (Rubens Angelotti) tem. E ele vai na Comissão deixar clara a nossa indignação”, disse Anselmo Freitas, presidente do Criciúma.

 

O Criciúma, junto com seus advogados, preparou uma representação para ser entregue à CBF nesta sexta-feira, quando a delegação chegará ao Rio de Janeiro para o duelo de volta.

 

O clube reclama do pênalti que originou o gol do Fluminense. O árbitro marcou mesmo sem consultar o VAR. Nas imagens é possível ver que Luccas Claro cai sozinho na área.

 

Não houve erro, houve má intenção da arbitragem. O Criciúma foi sim roubado. Não vamos deixar que isso aconteça novamente”, completou Anselmo Freitas.

 

Com o resultado, o Criciúma terá a vantagem de jogar pelo empate no jogo de volta das oitavas de final para avançar. Já o Fluminense precisará de uma vitória por dois ou mais gols de diferença para se classificar no tempo regulamentar. Vitória carioca por um gol de diferença levará a decisão para os pênaltis.

 

Os dois times voltam a se encontrar neste sábado (1ª), desta vez, no estádio do Maracanã, às 16h30. O duelo acontecerá neste final de semana por conta de um ajuste na tabela, já que o Fluminense irá encarar o Cerro Porteño, do Paraguai, na terça-feira, pela rodada de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, em jogo que foi remarcado por conta da morte do filho do ex-lateral-direito Arce, atual técnico do time paraguaio.


FONTE: ESTADÃO CONTEÚDO / VIA: ND+

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOK YOUTUBE

 

PUBLICIDADE