07/06/2021 11h36

Competições de rua em SC podem ter semana decisiva

Protocolo foi apresentado pela Abraceo à Fesporte na quarta-feira (02)

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Discussões importantes ocorrem durante a semana (Foto: Jessé Giotti / BD)

Discussões importantes ocorrem durante a semana (Foto: Jessé Giotti / BD)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

Será uma semana de muita expectativa para os competidores e para quem organiza provas, como corridas de rua, incluindo as de bike. Há um esforço da Fesporte, das Federações e da Associação dos Organizadores de Corrida de Rua e Esportes Outdoor (Abraceo), para encontrar um formato seguro que convença os técnicos da saúde a autorizarem as provas.

 

Ja há um protocolo pronto. Ele foi apresentado pela Abraceo à Fesporte na quarta-feira (02). A organização e o cuidado com os detalhes arrancaram elogios de quem comanda a Fundação.

 

Mas a autorização, neste momento de pandemia, precisa ser discutida com a Secretaria de Estado da Saúde e encaminhada junto aos técnicos do Coes, o Centro de Operações de Emergência em Saúde. Sem falar no Grupo Gestor de Governo e no governador Carlos Moisés, sempre a última etapa a ser cumprida.

 

Por enquanto, as autoridades só têm permitido as competições organizadas diretamente por federações, ainda assim, desde que apresentem com antecedência à Fesporte, um protocolo sanitário detalhado. 

 

As demais provas esportivas de ‘massa’, como são chamadas, estão proibidas por decreto.

 

Mas algumas seguem acontecendo, inclusive com o apoio de prefeituras, como a coluna publicou na sexta-feira (04).

 

Municípios, federações e empresas organizadoras não têm autonomia. É preciso passar pelo Estado. Quando não o fazem, estão prejudicando o avanço das discussões pelo caminho correto.

 

Aliás, destas conversas é que podem surgir novidades nos próximos dias. Ou pelo menos, encaminhamentos importantes. Vamos aguardar.


POR: RAPHAEL FARACO – NSC TOTAL

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOKYOUTUBE E SOUNDCLOUD.
PUBLICIDADE