17/09/2021 16h52

Brusque recebe o Vitória esperando quebrar jejum que já dura oito jogos

Marreco tem confronto direto contra a equipe baiana na luta contra o rebaixamento

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Waguinho (dir.) conversa com o auxiliar-técnico Teco (Foto: Jefferson Alves / Brusque FC)

Waguinho (dir.) conversa com o auxiliar-técnico Teco (Foto: Jefferson Alves / Brusque FC)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

O Brusque enfrenta o Vitória às 16h desta sexta-feira (17), pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, na partida que marca a reestreia de Waguinho Dias no comando do quadricolor. Neste que é um confronto direto na luta contra o rebaixamento, o técnico vai manter como titular o goleiro Zé Carlos, que cumpriu suspensão na rodada anterior. A equipe vive uma sequência de nove jogos sem vencer, e já não marca gols há cinco.

 

Waguinho Dias volta a comandar o Brusque depois de ter conquistado o título da Série D em 2019. Naquela passagem, o quadricolor disputou 17 jogos, venceu nove, empatou quatro e perdeu outros quatro, com 31 gols marcados e 15 sofridos. Ele retorna ao clube pouco mais de dois anos depois de sua saída.

 

É certa a presença de Zé Carlos no time titular. O goleiro cumpriu suspensão contra o Coritiba, após o cartão vermelho direto no empate em 0 a 0 com o Avaí. Ruan Carneiro, que defendeu três cobranças de pênalti nos últimos dois jogos (sendo uma repetida de Leo Gamanho, do Coritiba), deve voltar ao banco. Uma provável mudança é a titularidade de Claudinho. O camisa 44 jogou pela última vez em 19 de agosto, na 19ª rodada, contra o Goiás.

 

Há oito pendurados: Zé Carlos, Toty, João Carlos, Rodolfo Potiguar, Thiago Alagoano, Diego Mathias, Bruno Lopes e Maurício Garcez. Não há desfalques por suspensão.

 

Alex Ruan é desfalque por pubalgia, lesão que já tirou Fillipe Soutto, Juliano e Edílson de ação ao longo da temporada. Fillipe Soutto evolui na recuperação e está em transição, realizando trabalhos no campo. Juliano também está em transição.

 

Marco Antônio começou a trabalhar com bola, e tem mais três meses de recuperação após o rompimento do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. Gabriel Taliari segue fora por lesão semelhante, e Vivico se recupera de fratura no pé.

 

O atacante Bruno Lopes, o lateral-direito Edílson e o volante Nonato voltam de lesão e treinam normalmente desde o início da semana. Bruno Lopes e Edílson não foram relacionados por opção, assim como Pepê.

 

Um time provável tem: Zé Carlos; Toty, Ianson (Claudinho), Everton Alemão, Airton; Zé Mateus, Rodolfo Potiguar; Marlone (Bruno Alves), Thiago Alagoano; Maurício Garcez e Edu.

 

O quadricolor vive seu momento mais complicado na Série B, na 14ª posição, quatro pontos a frente do Vitória, o melhor colocado dentro da zona de rebaixamento (17º). A equipe não vence há nove jogos e não balança as redes há cinco. É o maior jejum de gols que o Brusque vive desde o primeiro turno do Catarinense de 2012.

 

Relacionados

 

Goleiros: Zé Carlos, Ruan Carneiro e Jefferson Paulino;
Laterais-direitos: Toty e João Carlos;
Zagueiros: Claudinho, Everton Alemão, Ianson e Sandro;
Lateral-esquerdo: Airton;
Volantes: Rodolfo Potiguar, Zé Mateus e Nonato;
Meias: Thiago Alagoano, Marlone, Jhon Cley, Diego Mathias e Jonatha;
Atacantes: Edu, Maurício Garcez, Bruno Alves, Tony e Fio.

 

Vitória

 

O Vitória vinha de seis jogos sem perder (duas vitórias e quatro empates) até ter sido derrotado em casa por 2 a 1 para o Remo no último dia 10, pela 23ª rodada. O clube vive turbulências políticas e administrativas.

 

Os zagueiros Wallace e Mateus Moraes estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo, e com Marcelo Alves se recuperando de lesão, a situação da dupla de zaga de Thalisson se complica para o técnico Wagner Lopes.

 

Gabriel Bispo, Roberto, Bruno Oliveira, Samuel, Dinei, Fernando Neto, Guilherme Santos, João Pedro e Thalisson estão pendurados.

 

Um time provável tem Lucas Arcanjo; Edvan, Thalisson, João Victor, Roberto; Fernando Neto, Pablo Siles; Marcinho, Bruno Oliveira, David; Samuel.

 

No primeiro turno

 

Em 19 de junho, o Brusque foi derrotado por 3 a 1 para o Vitória no Barradão. Edu abriu o placar, mas os anfitriões viraram na segunda etapa com Soares, David e Ygor Catatau.

 

Arbitragem

 

O trio é paraense. Dewson Fernando Freitas da Silva apita a partida, auxiliado por Márcio Gleidson Correia Dias e Hélcio Araujo Neves. Leone Carvalho Rocha (GO) é o árbitro de vídeo.

 

O árbitro é o mesmo de Brusque 3×0 Confiança, a última vitória do quadricolor, conquistada em 31 de julho.

 

Brusque x Vitória em tempo real

 

Acompanhe Brusque x Vitória com a descrição dos lances em tempo real em omunicipio.com.br


POR: JOÃO VITOR ROBERGE – O MUNICÍPIO

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOK YOUTUBE.
PUBLICIDADE