19/02/2021 14h57 - Atualizado em 19/02/2021 14h58

Empresário catarinense Julio Tedesco morre por complicações causadas pela Covid-19

Ele estava internado desde o dia 4 de janeiro no Rio Grande do Sul, onde também mantinha negócios

PUBLICIDADE
Julio Tedesco morreu em Porto Alegre, de complicações causadas pela Covid-19 (Foto: Divulgação)

Julio Tedesco morreu em Porto Alegre, de complicações causadas pela Covid-19 (Foto: Divulgação)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

O empresário Julio Tedesco, 73 anos, um dos mais conhecidos empreendedores do setor turístico em Santa Catarina, morreu na manhã desta sexta-feira (19) no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, por complicações causadas pela Covid-19. Ele estava internado desde o dia 4 de janeiro no Rio Grande do Sul, onde também mantinha negócios.

 

Tedesco foi intubado e chegou a ter uma melhora significativa, que permitiu que fosse transferido para o quarto – mas seu estado de saúde piorou devido a comprometimentos de saúde decorrentes do Coronavírus. 

 

Julio Tedesco era sinônimo de turismo em Balneário Camború. A história do empresário está diretamente relacionada ao desenvolvimento da vocação da cidade para o entretenimento e o lazer. Os negócios do Grupo Tedesco incluem o Parque Unipraias Camboriú, o Barco Pirata, a Tedesco Marina Garden Plaza e, mais recentemente, o Atracadouro Barra Sul, onde aportam as viagens de cruzeiro. 

 

O atracadouro era a ‘menina dos olhos’ de Julio Tedesco. O empresário costumava falar sobre o longo e trabalhoso processo de concessão, que lhe garantiu um dos espaços mais elogiados do Brasil pelas empresas que operam navios de cruzeiro.

 

O empresário também foi o idealizador dos tradicionais Bondindinhos, que fazem o transporte entre a Avenida Atlântica e a Avenida Brasil. Teria partido dele, ainda, a denominação do bairro Barra Sul, onde estão seus negócios.

 

Tedesco conhecia como poucos o mercado onde reinou absoluto ao longo dos anos. Tinha uma característica muito peculiar, que pude perceber nas muitas vezes em que o entrevistei: gentil e de boa conversa, Julio Tedesco evitava projeções. Ao menos à imprensa, gostava de falar do que já estava certo de que iria ocorrer. 

 

Um dos assuntos de que falava com entusiasmo era sobre o crescimento do mercado de cruzeiros em Balneário Camboriú. 

 

À frente do Grupo Tedesco desde que tinha 29 anos, Julio também comandava a Primo Tedesco, que responde por 40% da produção nacional de sacos industriais de cimento. A empresa tem produção de energia própria, fábrica de celulose, papel e caixas de papelão.

 

O empresário Julio Tedesco deixa a mulher, Vani, as filhas Patricia e Juliana, e três netos. 

 

Cremação

 

Julio Tedesco será cremado. A despedida ocorrerá neste sábado (20) na Sala de Cerimônias do Crematório Angelus, em Porto Alegre (RS), das 13h às 17h.


POR: DAGMARA SPAUTZ – NSC TOTAL

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

 

PUBLICIDADE