16/01/2021 11h38

Cadê o Lobo-guará? Nota de R$ 200 ainda é raridade nas ruas

Mais de quatro meses depois do lançamento, pouca gente viu de perto a nota de R$ 200

PUBLICIDADE
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Mais de quatro meses depois do lançamento, pouca gente viu de perto a nota de R$ 200. E não é por acaso. O Banco Central só fabricou 12% do volume previsto. As informações são do Jornal da Band.

 

O que chama atenção é que a nota foi lançada em setembro justamente sob a justificativa de que a circulação de papel-moeda estava crescendo demais – subiu mais de trinta por cento com o pagamento de benefícios, como o auxílio emergencial. Mas, para especialistas, houve erro no cálculo.

 

“O fato de a gente ter aderido hoje muito mais a meios digitais para transações bancárias reduziu a necessidade do uso de cédulas de papel-moeda nas transações”, explica Mauro Rochlin, economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

 

O Banco Central informou que a distribuição das notas de R$ 200 segue o cronograma e que a cédula deverá seguir em emissão. Mas o contrato de fornecimento para 2021 ainda está em fase de análise.

 

A medida não tem impacto na base monetária do país, apenas no dia a dia das pessoas, que terão de se acostumar com o uso da nova nota.


FONTE: BAND – UOL

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE