12/01/2018 15h10 - Atualizado em 12/01/2018 15h05

Homem de SC cai em golpe e perde R$ 5 mil

Ele explica como o fato aconteceu

PUBLICIDADE
Jornal Cruzeiro do Vale

Jornal Cruzeiro do Vale

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Os criminosos voltaram a aplicar o golpe do dinheiro falso no Centro de Gaspar. A vítima da vez foi Eduardo da Rosa, mais conhecido como Barata.

 

Por volta das 11h de sexta-feira, dia 12 de janeiro, Barata saía de um banco no Centro de Gaspar quando avistou um pacote de dinheiro caindo do bolso de um homem que caminhava na sua frente. Ele conta que imediatamente o chamou e, neste momento, um segundo homem se aproximou fingindo também ter visto o dinheiro cair no chão. “Conseguimos chegar perto do homem que perdeu o pacote e ele agradeceu muito. Disse que o dinheiro era do patrão, que ganhava pouco e que não sabia o que iria fazer se tivesse perdido todo aquele dinheiro”, conta a vítima.

 

Ainda segundo Barata, após devolver o dinheiro o homem afirmou que o patrão daria R$400,00 para cada um dos homens que havia achado o pacote, como forma de gratificação. “Ele disse que no pacote tinha R$14 mil. Então pediu que eu levasse o dinheiro até o patrão dele. Eu não queria gratificação, até disse para fazer doação desse valor para a igreja. O cara pediu que eu deixasse uma garantia de que iria levar o dinheiro para o patrão dele. Então, ofereci minha carteira com todos os documentos. Mas ele achou pouco e pediu dinheiro. Como eu tinha saído do banco naquela hora, deixei R$5 mil”, explica.

 

Foi neste momento que a ação criminosa se concretizou. Barata foi até a rua do lado atrás da suposta empresa indicada pelo bandido, mas não encontrou. Quando voltou ao ponto onde tudo aconteceu, o homem já havia sumido. 

 

Após a ação, Barata foi até a Delegacia de Polícia, onde registrou um Boletim de Ocorrência e entrou em contato com a Polícia Militar. Até o momento, ninguém foi pego.

 

Criminosos

Conforme descrição de Barata, um homem era baixo, gordo e vestia camiseta gola polo listrada. O outro vestia camiseta preta. Qualquer informação sobre os criminosos pode ser repassada para a polícia.

 

Dinheiro falso

Quando tudo aconteceu, Barata abriu o pacote de dinheiro que estava em suas mãos e viu que os montes de dinheiro eram feitos de jornal. Para enganar, os criminosos fizeram alguns montes de jornal no tamanho de uma nota de dinheiro dobrada e, por cima, estenderam uma nota de R$50,00. Eles deixaram apenas uma parte aparecendo para que quem olhasse rápido não percebesse que se tratava de um golpe.

PUBLICIDADE