12/02/2018 19h20 - Atualizado em 12/02/2018 20h38

Conselho Tutelar emite nota sobre caso de pai que procura seu filho, em Taió

A nota foi emitida no final desta tarde

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Após repercussão da matéria realizada hoje, o Conselho Tutelar enviou uma nota de esclarecimento sobre o caso do pai que segue em busca de recuperar seu filho após a criança ter sido levada pelo Conselho. Veja a nota na íntegra:

 

Como dispõe o artigo 131 do Estatuto da Criança e do Adolescente, o Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da Criança e do Adolescente.

 

Cientes da repercussão que está sendo feita nas redes sociais e meios de comunicação afirmamos que as informações repassadas tratam-se de inverdades e o Conselho Tutelar não irá se manifestar sobre o caso. Este órgão trabalha em regime de sigilo, o qual é muito importante, não expõe os casos e muito menos as crianças/adolescentes e as famílias atendidas.

 

Zelamos pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente e não dos pais ou responsáveis. Somente agimos diante de nossas atribuições e respaldados pela lei federal que nos rege. O CEI, neste caso não poderia fazer nada para embaraçar o trabalho do Conselho Tutelar, fato que configura crime tipificado no art. 236 do Estatuto da criança e do adolescente, os profissionais dessas instituições são competentes e qualificados. Jamais entregariam as crianças a qualquer pessoa, não há necessidade da preocupação da população.

 

O Conselho Tutelar de Taió agiu dentro da legalidade e tomou as providências necessárias.

 

Prezando o bem estar da Criança e do Adolescente alertamos a população que não compartilhem notícias sobre o caso. Evitando assim maior exposição da criança. Ainda segundo a nota,  o pai foi orientado pelo Conselho Tutelar sobre o ocorrido.

 

Atenciosamente Conselho Tutelar De Taió


 

A Rádio Esucadora 90,3 FM, como imprensa, continua a disposição dos órgãos envolvidos para os esclarecimentos necessários.

 

Relembre a notícia: http://www.educadora.am.br/noticia/assista-pai-que-mora-em-taio-procura-desesperadamente-seu-filho/

PUBLICIDADE

2 resposta para Conselho Tutelar emite nota sobre caso de pai que procura seu filho, em Taió

  1. valdecir schlickmann12 de fevereiro de 2018 às 20:43

    Trata-se de estudo crítico da dogmática jurídico-penal concernente ao crime de subtração de incapazes, em confronto com o crime de seqüestro, ambos do Código Penal em vigor (arts. 249 e 148). A doutrina, embora dividida quanto à natureza do crime — instantâneo ou permanente — estaciona no bem jurídico relativo ao poder familiar, tutela e curatela e, em conseqüência, não percebe ou não aponta com nitidez a visível preponderância, no sistema legal, do bem jurídico liberdade, de que desfrutam ou deveriam desfrutar, sem discriminações, adultos e menores de qualquer idade ou condição. Artigo da lei a qual ampara o Vilson do sequestro do msmo o qual no termo ele é responsável pelo seu Filho! Ou seja algo mais uma vez está passando por cima da lei!

    • Bruna Franciane Goedert14 de fevereiro de 2018 às 10:38

      Isso é sequestro sim.
      Taio DENOVO com essa palhaçada
      EU FUI UM CASO DE ROUBO E TRAFICO a 22 anos atras!
      PALHAÇADA ISSO!
      Mas tudo que vai volta.
      Deppis de 18 anos, eu voltei com minhas PROPRIAS PRRNAS pra onde eu nunca devrria ter saido.
      Descobri SOSINHA coisas que me levaram ate minha origem!
      E quando DEUS ESCREVE, FILHO DA PUTA NENHUM MUDA O ROTEIRO!!!