07/11/2019 15h46 - Atualizado em 07/11/2019 17h39

BASTIDORES: PSL poderá indicar Emerson Grünfeldt como pré-candidato a prefeito de Taió

Empresário comanda a empresa Delta Ativa

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Se por um lado, PP, PSD e PL articulam para lançar Nerlize Stern Sandri como pré-candidata a prefeita, outros partidos também se movimentam na cidade de Taió.

 

É o caso do PSL, partido do governador de SC, Carlos Moisés e do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. O nome trabalhado pela sigla é do empresário Emerson Grünfeldt. Presidente da Aciat e proprietário da empresa Delta Ativa, que nasceu em Taió e se expandiu por outras cidades de SC, Emerson vem mostrando disposição para concorrer ao cargo de prefeito no próximo ano.

 

Ressalta-se também que membros do MDB e o PSDB veem com bons olhos o nome de Emerson Grünfeldt e não descartam apoiá-lo. Em 2016, Bolsonaro estava filiado ao PSC, partido que na época, em Taió, apoiou Almir Guski (PSDB) e Horst Alexandre Purnhagen (MDB). Posteriormente, grande parte dos filiados do PSC aderiram ao PSL, montando a executiva que hoje é presidida por Marco Vinicius Pereira de Carvalho, servidor do governo Bolsonaro em Brasília.

 

Há uma crise nacional no PSL. Caso o presidente Bolsonaro saia do partido e crie outro, boa parte dos taioenses deverá seguir o mesmo caminho. Mas por enquanto, estão filiados no PSL. 

 

Nome de Nelson Goetten também poderá aparecer no pleito

Se Nerlize e Emerson estão bem encaminhados, uma terceira chapa encabeçada por Nelson Goetten de Lima não está descartada. Ainda sem partido, o ex-deputado federal que fez 2.270 votos para o seu irmão Jorge Goetten, morador de Itajaí, que foi candidato a deputado federal em 2018, ainda pensa seu posicionamento.

 

Ele tem dado declarações que apoiaria uma chapa formada por Nerlize Stern e Tiago Maestri. Caso essa dupla não se confirmar, ele poderia ser líder de outro projeto.

PUBLICIDADE