12/09/2019 08h10

Acusado de usar máscara de idoso para tentar assaltar banco em SC é condenado a 3 anos de prisão

Pena deve ser cumprida em regime aberto

PUBLICIDADE
G1 SC

G1 SC

PUBLICIDADE
Delta Ativa

O ex-funcionário acusado de usar uma máscara de idoso para tentar assaltar um banco em Jaraguá do Sul, no Norte do estado, foi condenado a três anos e quatro meses de prisão em regime inicialmente aberto. Ele recebeu pena por tentativa de roubo e por posse ilegal de arma de fogo. O G1 não conseguiu contato com a defesa dele.

 

A sentença foi dada na tarde desta quarta-feira (11) pela 2ª Vara Criminal de Jaraguá do Sul. O crime ocorreu em 12 de agosto.

 

Crime

A tentativa de assalto ocorreu em uma agência no Centro de Jaraguá do Sul no início da tarde. Os policias fizeram cerco ao banco e ele tentou fugir por uma janela. Na fuga, ele caiu em cima de um carro.

 

Em depoimento à Polícia Civil, ele disse que agiu por mágoa e importou a máscara dos Estados Unidos. Conforme o delegado Daniel Dias, o homem declarou não ter planejado o assalto. “Ele afirmou que foi por impulso. E pela forma como ocorreu, com certeza não houve grande planejamento”, disse o delegado.

 

Máscara foi usada por ex-funcionário em assalto a banco — Foto: PM/DivulgaçãoMáscara foi usada por ex-funcionário em assalto a banco — Foto: PM/Divulgação

Máscara foi usada por ex-funcionário em assalto a banco — Foto: PM/Divulgação

 

 

De acordo com Dias, o homem levou um revólver de plástico e uma estaca de madeira para à agência. “Ele não fez ninguém refém, não ameaçou ninguém. Ele apresentou um bilhete no caixa do banco, na tesouraria, dizendo que era um assalto. Nisso a moça passou mal, ele entrou em desespero. Veio o segurança, ele saiu correndo e pulou pela janela”, relembra o delegado.

 

Ainda conforme o delegado, não há nenhum outro envolvido na tentativa e a motivação seria um descontentamento com o ex-estabelecimento de trabalho. “Ele agiu sozinho, consciente. Ele disse que tinha um certo rancor, uma mágoa com o banco e por isso tentou praticar esse roubo”, completou.

 

“A máscara, ele fez uma importação pessoal direto dos Estados Unidos. Custou R$ 6 mil. A princípio ele disse que queria revender, mas teve essa ideia [do assalto]. Ele não conseguiu vender a máscara e teve a ideia de roubar o banco”, conta o delegado Daniel Dias.

PUBLICIDADE