14/11/2017 12h30 - Atualizado em 14/11/2017 08h37

McGregor está fora do UFC 219 após confusão no Bellator, relata dirigente

Ele garante que irlandês estaria no card de 30 de dezembro

PUBLICIDADE
SporTV

SporTV

PUBLICIDADE
Delta Ativa

A situação de Conor McGregor no UFC ficou complicada depois do que o lutador fez no último sábado em Dublin, durante evento do Bellator. Após pular no cage e empurrar o árbitro Marc Goddard, além de dar um tapa num dos comissários, Conor pode ter perdido seu lugar no UFC 219, agendado para o dia 30 de dezembro, em Las Vegas. Quem deu a informação foi o presidente da Associação de Comissões de Boxe, Mike Mazzulli.

 

– A conclusão é que ele (McGregor) não é profissional, é desrespeitoso, e isso não é aceitável aos meus olhos em qualquer situação. Não me importo se alguém tiver que sair de uma luta, não fazemos isso enquanto profissionais. O Sr. McGregor não é maior do que o MMA. Diretores do UFC me contatam cerca de duas horas depois do que ocorreu que aquilo é completamente inaceitável, e eles farão alguma coisa. Eles me informaram também que ele deveria estar no card de 30 de dezembro, e não estará com ele – relatou Mazzulli no programa “The MMA Hour”.

 

A presença de Conor McGregor no UFC 219 ainda era apenas especulada. Rumores davam conta de que ele lutaria pela unificação do título dos leves com o campeão interino Tony Ferguson. A última vez em que esteve no octógono do Ultimate foi em novembro do ano passado, quando foi campeão diante de Eddie Alvarez.

 

 
 

O UFC ainda não divulgou nota oficial sobre o comportamento de Conor McGregor no último fim de semana. No Twitter, na manhã desta segunda-feira, o lutador fez um post sobre o assunto, mas apagou em seguida.

 

– Nocauteado no chão por um minuto e o árbitro diz que “a luta não acabou, Conor”. Foi aí que me perdi. F… todos vocês – escreveu Conor.

 

Mazzulli supervisionou diversos eventos no exterior para Bellator, assim como nos EUA, onde ele frequentemente trabalha com comissões, além de seu trabalho com a MTDAR (Mohegan Tribe Department of Athletic Regulation). Na sexta-feira, ele supervisionará o Bellator 188 em Tel Aviv, em Israel.

 

– Minha maior preocupação é o aspecto da segurança do combate. Se isso tivesse ocorrido na (jurisdição da) Mohegan, o Sr. McGregor teria sido retirado e preso. A segurança do lutador está em primeiro lugar aos meus olhos, quando estou representando Mohegan ou o Bellator -afirmou, em entrevista ao site “MMA Junkie”.

PUBLICIDADE