24/10/2019 14h39

Destaque do River Plate, Enzo Pérez exalta Jorge Jesus: “É um monstro taticamente”

Jogador treinado pelo comandante do Flamengo no Benfica, entre os anos de 2012 e 2014

PUBLICIDADE
Globo Esporte

Globo Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

A admiração pelo Mister vai bem além da torcida rubro-negra. Adversário do Flamengo na final da Libertadores, o volante Enzo Pérez é só elogios a Jorge Jesus. Para o titular do time argentino, o treinador da equipe carioca mudou sua carreira quando foi seu comandante no Benfica, de 2012 a 2014, quando o trocou de posição.

 

– Jesus me propôs jogar como primeiro volante. Eu não queria saber disso, não me via ali, mas ele me disse: “Fica tranquilo, vamos praticar. Vou te mostrar vídeos e faremos exercícios depois da hora”. Terminei sendo o melhor jogador de futebol de Portugal em 2014. Ele tinha razão – disse Enzo em entrevista ao portal La Nacion. O jogador ainda completou –

 

“Ele é um monstro taticamente”

 

Enzo Perez teve jeito de jogar alterado por Jorge Jesus no Benfica — Foto: GettyEnzo Perez teve jeito de jogar alterado por Jorge Jesus no Benfica — Foto: Getty

Enzo Perez teve jeito de jogar alterado por Jorge Jesus no Benfica — Foto: Getty

 

A mudança de posicionamento proposta por Jesus a Enzo Pérez acabou dando muitos frutos ao jogador. Com o reconhecimento pelas boas atuações pelo Benfica, em Portugal, o volante acabou sendo chamado pela seleção argentina para a Copa do Mundo do Brasil, em 2014, para o lugar de Lanzini, cortado por lesão. Por conta disso, Enzo classifica o técnico do Flamengo como um dos três melhores que teve na vida, ao lado de Alejandro Sabella e Marcelo Gallardo, atual treinador do River Plate.

 

 

Comandado por Jorge Jesus, Enzo Pérez conquistou duas vezes o Campeonato Português, a Taça da Liga também em duas ocasiões, além de um título da Taça de Portugal. No dia 23 de novembro, técnico e jogador estarão juntos novamente no mesmo estádio, mas por lados diferentes. Muito identificado com o River Plate, o volante já ganhou a Libertadores pelo time argentino, com direito até a tatuagem para pagar promessa. Ídolo dos flamenguistas, o comandante português quer o caneco pela primeira vez. Resta saber quem vai levar a melhor.

PUBLICIDADE