02/07/2019 16h35 - Atualizado em 02/07/2019 14h16

De olho nas cifras, Jon Jones admite que pode subir de categoria e enfrentar Daniel Cormier

Caso organização chegue a um bom valor, topa duelo com arquirrival nos pesados

PUBLICIDADE
Canal Combate

Canal Combate

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Dentro da categoria dos meio-pesados, ele já bateu praticamente todos os recordes: maior número de defesas de cinturão, de finalizações e de vitórias. Mas, mesmo assim, subir de categoria ainda é algo que Jon Jones não considera imediatamente. A não ser que o UFC resolva “abrir a mala de dinheiro” e promover o encontro entre o americano e o arquirrival Daniel Cormier, atual campeão peso-pesado da organização.

 

– Eu tenho interesse de lutar na categoria dos peso-pesados, mas também estou ciente que há muito trabalho para ser feito no meio-pesado. Acho que quando o UFC quiser fazer uma superluta comigo e chegarem com os números que possam fazer sentido, aí eu certamente faria. Por algum motivo existe muito interesse em ver uma terceira luta minha contra Daniel Cormier. Mas há muito trabalho a ser feito, e vão precisar abrir a mala de dinheiro para me convencer a subir de peso – disse Bones em entrevista à “ESPN”.

 

 

Os americanos já se enfrentaram duas vezes quando DC ainda fazia parte da categoria até 93kg. Nas duas ocasiões, em 2015 e 2017, Jones superou o rival, por decisão unânime e nocaute, respectivamente. Mas, após ser flagrado no exame antidoping, o resultado do segundo combate foi foi revertido para no “contest” (sem resultado). Agora que Cormier é o atual campeão peso-pesado e Jones voltou a ser o campeão dos meio-pesados, os fãs especulam bastante uma trilogia.

 

– Eu realmente não entendo. Na primeira vez eu venci na decisão unânime, e na segunda por nocaute. Não entendo por que as pessoas querem tanto nos ver lutando novamente. Mas no peso-pesado acho que haveria fatores diferentes. Então, sim, se essa é a luta que o mundo quer ver, e eu sei disso sobre o UFC: nós damos aos fãs o que eles querem – disse Jones.

 

 

Jon Jones x Daniel Cormier, UFC 214, MMA — Foto: Getty ImagesJon Jones x Daniel Cormier, UFC 214, MMA — Foto: Getty Images

Jon Jones x Daniel Cormier, UFC 214, MMA — Foto: Getty Images

 

Apesar da especulação, Jones afirma que o UFC está feliz em tê-lo como o atual campeão da divisão. Para o americano, se testar contra novos talentos que estão surgindo no peso é motivador.

 

– Eu lembro que, há até pouco tempo, as pessoas falavam que eu limparia a divisão. Mas não acho que isso seja possível. Sempre haverá um novo talento, novos sonhos, desafios, desafiantes e eu sempre vou olhar para eles como meu próximo round de motivação. Esses garotos são talentosos, e eu acho que será um bom teste para mim mostrar o quão bom eu posso ser ao continuar vencendo os lutadores que estão chegando – disse ele.

 

Combate transmite o UFC 239 ao vivo e com exclusividade neste sábado a partir de 20h15 (horário de Brasília). O Combate.com exibe as duas primeiras lutas em vídeo ao vivo, e acompanha o evento em Tempo Real. Confira o card completo:

 

UFC 239
6 de julho de 2019, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-meio-pesado: Jon Jones x Thiago Marreta
Peso-galo: Amanda Nunes x Holly Holm
Peso-meio-médio: Jorge Masvidal x Ben Askren
Peso-meio-pesado: Jan Blachowicz x Luke Rockhold
Peso-meio-médio: Diego Sanchez x Michael Chiesa
CARD PRELIMINAR (19h15, horário de Brasília):
Peso-pena: Gilbert Melendez x Arnold Allen
Peso-galo: Marlon Vera x Nohelin Hernandez
Peso-palha: Cláudia Gadelha x Randa Markos
Peso-galo: Alejandro Perez x Song Yadong
Peso-médio: Edmen Shahbazyan x Jack Marshman
Peso-meio-médio: Ismail Naurdiev x Chance Rencountre
Peso-galo: Julia Avila x Pannie Kianzad

PUBLICIDADE