27/01/2017 14h40 - Atualizado em 27/01/2017 14h05

Conheça o inglês de R$ 40 milhões que está há quase 4 anos sem vencer na Premier League

Rodwell e sua onda de azar

PUBLICIDADE
ESPN

ESPN

PUBLICIDADE
Delta Ativa

No futebol, há sempre a figura do jogador azarado, aquele que entra em campo e o torcedor sabe que seu time não irá jogar bem, e há a grande probidade de ele prejudicar a equipe. E, no futebol atual, há um atleta que representa essa fama de azarado melhor do que nenhum outro: Jack Christian Rodwell, atualmente no Sunderland.

 

Desde que chegou ao clube do nordeste da Inglaterra, no ano de  2014, em uma negociação que custou dez milhões de libras (R$ 40 milhões), o volante não venceu um jogo sequer como titular da equipe pela Premier League. Contando o tempo pelo Manchester City, seu último clube, e o Sunderland, Rodwell está há três anos, oito meses, duas semanas e sete dias sem vencer quando inicia uma partida, ou seja, quase quatro anos.

 

Neste período são incríveis 37 partidas – 21 derrotas e 16 empates. O último jogo em que Rodwell pôde sentir o gosto da vitória quando iniciou como titular foi lá longe, em maio de 2013. À época, atuando pelo Manchester City, esteve em campo na vitória em cima do West Bromwich pelo placar de 1 a 0.

 

Quando não atou como titular, ou seja, vindo do banco de reservas, o desempenho do inglês também não é nada animador. Foram 20 partidas – cinco vitórias, cinco empates e dez derrotas. Os únicos cinco triunfos aconteceram contra Manchester United, Swansea, Southampton, Newcastle e Stoke City, todas pela Premier League.

 

Mas Rodwell pelo menos pode dizer que já venceu como titular da equipe, só que pela Copa da Liga Inglesa e Cop da Inglaterra. As únicas três partidas em que o volante saiu de campo vitorioso após começar entre os 11 titulares foram nos torneios em formato de Copas.

 

Em 2015, fez inclusive dois gols na vitória por 6 a 3 contra o Exeter City. Em 2016, esteve os 90 minutos na vitória por 1 a 0 contra o Shrewsbury Town. Já pela Copa da Inglaterra o triunfo veio contra o Leeds United por 1 a 0. A vitória veio, ele foi titular, mas foi substituído logo com 37 minutos.

 

E o prejuízo para o Sunderland é enorme, já que seu “azarão” ganha um ótimo salário. Somando o período que ele não vence uma partida como titular – que chega a incríveis 1352 dias – o clube já desembolsou um valor equivalente a 6,7 milhões de libras (R$ 26,8 milhões) com seus vencimentos.

 

A marca atingida por Rodwell inclusive é maior da história entre jogadores na Inglaterra que chegaram em uma equipe e não conseguir vencer como titulares. Darren Moore, do Derby Country, acumulou 29 jogos. Gareth Bale, na época do Tottenham, chegou a ficar 22 jogos sem vitória. Mais atrás aparece Nicky Summerbee, do Swindo, com 21 jogos de jejum.

 

E o início de carreira de Rodwell não indicava o tremendo fracasso de seu atual estágio no Sunderland. Quando surgiu nas categorias de base do Everton, era tratado como grande promessa do futebol inglês, tanto que passou por todas as categorias de base da seleção nacional.

 

GETTY IMAGES
Rodwell se lamenta em derrota do Sunderland, algo comum
Rodwell se lamenta em derrota do Sunderland 

 

Subiu ao profissional do Everton e trilhava o caminho promissor de volante com talento, principalmente na marcação. Atuou em 85 partidas pelo time de Liverpool e fez quatro gols. O bom momento inclusive lhe rendeu um espaço no English Team, no qual atou em três partidas – contra Espanha, Suécia e Brasil.

 

Veio 2012 e era a oportunidade que Rodwell tinha para mostrar seu futebol em uma equipe grande. O Manchester City pagou 12 milhões de libras (R$ 48 milhões) e o comprou. Só que a estadia em Manchester não foi a esperada. Foram apenas 16 partidas em dois anos e duas bolas na rede.

 

Em agosto de 2014 veio a possibilidade de transferência para o Sunderland, que desembolsou dez milhões de libras (R$ 40 milhões) para trazer o defensor. Rodwell começou como titular, mas as lesões o atrapalharam. Atrelado a isso, a má fase constante da equipe nas últimas temporadas não ajudaram.

 

Neste ano de 2017 o volante voltou a ser utilizado na equipe titular, mas nada de o tabu cair. Empate contra o Liverpool e derrotas para Stoke City e West Bromwich.

 

Ao todo, são 53 partidas e quatro gols pela equipe. Mas o número que fica é o incrível jejuem de quase quatro anos sem vencer uma partida como titular no campeonato nacional. Na atual temporada, os Black Cats estão na lanterna da Premier League com 15 pontos, e o próximo desafio é contra ninguém menos que o Tottenham, terceiro colocado.

 

Os “pé frios” do futebol tem um valor simbólico no imaginário do torcedor, mas Jack Rodwell parece incorporar e personificar essa figura como ninguém. Será que essa “maldição” irá durar mais quanto tempo? 

PUBLICIDADE