19/05/2017 11h27 - Atualizado em 19/05/2017 11h29

Saúde materna está ligada com as cólicas infantis

“Talvez os bebês chorem menos se as mamães e papais estiverem mais felizes”

PUBLICIDADE
Yahoo

Yahoo

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Mesmo que todos os bebês tenham “seus dias”, podendo estar mais enjoadinhos e chorosos, é preciso reconhecer que: até os mais tranquilos podem se ver diante de um desafio, quanto têm cólicas. Felizmente a ciência encontrou a chave para reduzir esses episódios ruins: ter uma mãe feliz. Tome nota!

 

Quando uma nova mamãe tem um relacionamento feliz, um sólido sistema social que colabora com ela, ou um parceiro envolvido no cuidado com o bebê, pode-se reduzir o risco de que seu recém-nascido sofra de cólicas, segundo um estudo publicado em março, na revista Child: care, health and development.

 

Para chegar a esta conclusão, pesquisadores da Universidade PennState, nos EUA, estudaram 3.000 mães entre 18 e 35 anos, que haviam dado à luz em 78 hospitais da Pensilvânia, entre janeiro de 2009 e abril de 2011, segundo o site HealthDay.

 

Ainda que os especialistas não estejam 100% certos de que uma mamãe feliz tende a causar menos cólica em um bebê, ou seja, esses bebês iriam chorar e ficar aborrecidos menos de 3 horas por dia, eles têm várias teorias a respeito:

 

– “Talvez os bebês chorem menos se as mamães e papais estiverem mais felizes”, assegurou Kristen Kjerulff, principal autora do estudo, num comunicado da Universidade PennState.

 

– Outra possível explicação seria que as mães em relacionamentos mais felizes podem não ver como negativo o fato de que seu bebê chora.

 

Quer reduzir a cólica de seu bebê?

Veja os conselhos da Academia Americana de Pediatria que podem lhe ajudar:

 

  • Modificar sua dieta, caso esteja amamentando

Particularmente reduzir o consumo de alimentos como laticínios, produtos à base de café, cebolas ou repolho.

 

  • Utilizar o leite de fórmula com hidrolisado de proteína, caso você alimente seu bebê com mamadeira

A questão é que se pode se tratar de um incômodo causado pelo alimento, e a cólica poderia aumentar, com o passar dos dias. Mas entes de tudo, consulte o pediatra!

 

  • Não alimentar excessivamente o bebê

Comer demais pode trazer desconforto, por isso o ideal é esperar ao menos 2 horas e meia entre uma amamentação e outra.

 

  • Deitar o bebê sobre seus joelhos e tocar suavemente suas costas

A pressão sobre o estômago pode ajudar a consolar seu bebê. Também pode dar conforto a ele, envolvendo-o em uma manta grande e fina, para que ele se sinta seguro e aquecido.

 

  • Levá-lo para passear para tranquiliza-lo

O movimento e o contato físico podem acalmá-lo.

 

  • Deixá-lo em local com um som ritmado

O aspirador de pó, a lavadora de roupa, um ventilador. A combinação do movimento rítmico e o som, tranquilizam e ajudam o bebê a dormir.

 

Como vemos, existem várias estratégias para ajudar a aliviar as cólicas de seu bebê. Não deixe de pedir ajuda a um amigo ou familiar, se você se sentir particularmente ansiosa e cansada, para ajudá-la no cuidado com seu pequeno. Aproveite e saia por umas 2 horas até que recomponha sua atitude positiva, segundo um estudo conclusivo da Academia Americana de Pediatria.

 

E se você tem alguma dúvida acerca da saúde de seu bebê, consulte um pediatra. Como você costuma ajudar seu bebê a aliviar suas cólicas?

 

 

Yahoo Vida y Estilo

PUBLICIDADE