10/06/2019 16h10 - Atualizado em 10/06/2019 14h54

Mulher descobre que filhos adotados são irmãos biológicos; entenda

Katie Page começou a notar algumas semelhanças na história de vida de Grayson e Hannah

PUBLICIDADE
Yahoo!

Yahoo!

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Katie Page mora no Colorado, nos Estados Unidos, e decidiu atender a um pedido da igreja local a respeito de crianças que precisariam ser acolhidas para esperar adoção. Ela passou a cuidar especificamente de jovens que haviam passado por traumas.

 

A americana começou a cuidar de um recém-nascido que havia sido exposto às drogas. Depois de quase um ano de espera, ninguém conseguiu localizar a mãe biológica do bebê. Em entrevista ao The Sun, Katie Page declarou: “Ninguém respondeu o anúncio no jornal ou veio até o hospital procurar por ele. Confesso que parte de mim ficou aliviada que ninguém veio, o que tornaria mais fácil ter ele para mim”. A experiência com o pequeno a fez considerar oficializar a situação para adotá-lo. Logo na sequência, Katie conseguiu os documentos para ficar com o pequeno Grayson.

 

Como tomou gosto pela coisa, a mulher decidiu tomar conta de uma outra recém-nascida de apenas quatro dias, também exposta às drogas. Ao se deparar com a situação, Katie não viu problemas. “A condição médica dela era idêntica à de Grayson, então, pensei: ‘Você pode fazer isso, você já fez isso antes’”.

 

Katie Page começou a notar algumas semelhanças na história de vida de Grayson e Hannah, por exemplo, o primeiro nome de ambas as mães biológicas. Ela começou a procurar incessantemente a mulher e finalmente a encontrou e confirmou.

 

“Se ela (Hannah) tivesse ido para outra família, nunca teríamos encontrado a mãe de Grayson e a conexão nunca teria sido feita. Não pude acreditar nesse milagre”. Katie conseguiu adotar Hannah e, agora, cuida do bebê recém-nascido da mesma mulher. Ela tem esperança de adotá-lo ainda neste ano.

PUBLICIDADE