11/08/2017 09h05 - Atualizado em 11/08/2017 08h49

Ela viu o celular do marido e descobriu um monstro

Ele foi condenado a nove anos de prisão

PUBLICIDADE
Yahoo

Yahoo

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Durante seus 10 anos de casamento, esta mãe de Newcastle, Inglaterra, nunca suspeitou que seu marido pudesse ser uma pessoa completamente diferente do que ela imaginava. Infelizmente, até o termo “pessoa” parece ser bom demais para descrevê-lo, depois do que ela encontrou em seu telefone celular.

 

Em uma certa manhã, seu marido foi trabalhar e esqueceu o celular corporativo em casa. Ela o abriu e observou o que havia em seu interior. Um aplicativo de bloqueio de vídeos chamou a sua atenção, já que não foi possível acessá-lo facilmente. Quando ela finalmente conseguiu, o que encontrou abalou profundamente a sua vida.

 

As identidades da vítima e do agressor não foram reveladas. Foto: Getty Images
 

Ela viu a si mesma sendo vítima dos abusos sexuais cometidos pelo marido, que durante várias noites se aproveitou de sua profunda letargia causada pela mistura de fortes soníferos e álcool. As cenas às quais ela assistiu no celular são indescritíveis.

 

Após ver o conteúdo do telefone, ela rapidamente enviou uma mensagem ao celular pessoal do marido.

 

“Acabei de ver os vídeos no seu celular em que você aparece me violentando,” disse ela.

 

O marido, que tem pouco mais de 30 anos, nunca mais voltou à casa e optou por se entregar à polícia e confessar seu crime.

 

“Tive relações sexuais com a minha mulher sem o consentimento dela. Ela descobriu e viu os vídeos no meu celular,” disse ele, segundo as autoridades locais.

 

O agressor foi julgado na corte de Newcastle, Inglaterra.
 

Ele foi condenado a nove anos de prisão, que cumprirá depois de ter perdido sua família para sempre. Além disso, fará parte de um registro de agressores sexuais pelo resto da vida. O juiz foi muito claro na leitura de sua sentença.

 

“Você violou a confiança que a sua esposa havia depositado em você. Desde setembro de 2016 até março deste ano, você violentou e abusou sexualmente da sua esposa, quando ela estava incapaz de consentir suas ações. Você se aproveitou do fato de que ela havia bebido e estava sob os efeitos de fortes soníferos. Você fez isso para a sua própria satisfação sexual e a tratou como um objeto de suas fantasias, sem levar em conta os seus desejos e necessidades pessoais”.

 

Esta doentia satisfação sexual que ele quis alcançar através de suas ações, continuará a prejudicá-lo por toda a sua vida.

 

 

Redacción

PUBLICIDADE