06/02/2021 09h22

Policial baleado durante assalto em Criciúma recebe alta e volta para casa

Jeferson Luiz Esmeraldino deve seguir o tratamento médico sob os cuidados de uma equipe médica especializada em atendimento domiciliar

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Redes Sociais / Divulgação

Foto: Redes Sociais / Divulgação

PUBLICIDADE
Delta Ativa

O policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, de 32 anos, baleado durante o assalto a banco em Criciúma, recebeu alta hospitalar na tarde desta sexta-feira (05). De acordo com a Polícia Militar, o policial deve seguir o tratamento médico de casa, sob os cuidados de uma equipe médica especializada em atendimento domiciliar e acompanhado de seus familiares.

 

Relembre:

 

  • 01/12/2020 – Policial foi baleado durante assalto a banco, em Criciúma

 

Criminosos fortemente armados  assaltaram o cofre da tesouraria regional do Banco do Brasil e efetuaram diversos disparos na área central e no 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM). Durante a ação, algumas ruas foram bloqueadas, carros foram abordados e os criminosos colocaram fogo em um caminhão na BR-101, no túnel do Morro do Formigão, em Tubarão.

 

A ação criminosa resultou em duas pessoas feridas, sendo um deles o policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, que precisou ser internado.

 

  • 02/12/2020 – Esmeraldino precisou passar por cirurgia

 

Segundo o boletim médico da data (02), o policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino passou bem a segunda noite no hospital. O estado de saúde dele era considerado grave. Ele chegou a passar por cirurgia e seguiu internado.

 

  • 04/12/2020 – Soldado apresenta melhoras

 

De acordo com o boletim médico da data (04), a sedação foi desligada. Os médicos do Hospital São João Batista, em Criciúma, estavam confiantes que ele acordaria e retomaria os sentidos.

 

  • 06/12/2020 – Perspectiva positiva

 

No dia 06 de dezembro, Esmeraldino precisava de aparelhos para auxiliar na respiração, estava conseguindo respirar de forma natural. Neste período, inclusive, conseguiu pronunciar, com dificuldades, algumas poucas palavras. O rim e fígado estavam funcionando bem.

 

  • 24/01/2021 – Possível alta

 

No fim de janeiro de 2021, os médicos já acreditavam em uma possível alta para o policial. Segundo informações da PMSC, o policial militar ainda apresentava picos de febre que serão investigados por meio de exames. Contudo, ele não sofria mais crises convulsivas ou outras alterações graves no organismo.


POR: RAFAELLA MORAES – SCC10

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.  

PUBLICIDADE