04/05/2021 11h07 - Atualizado em 05/05/2021 08h50

Jovem com espada invade creche e mata crianças e professora no Oeste de SC

Segundo a Polícia Civil, ele usou uma espada para cometer o ataque na cidade de Saudades, a 70 quilômetros de Chapecó

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Jornal A Sua Voz

Foto: Jornal A Sua Voz

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Um jovem de 18 anos invadiu uma creche na manhã desta terça-feira (04) em Saudades, no Oeste de Santa Catarina e matou três crianças (Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses, Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses, e Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses), uma professora, identificada como Keli Anicevski, de 30 anose uma agente educadora, identificada como Mirla Renner, de 20 anos. Segundo a Polícia Civil, ele foi preso após o ataque. A informação inicial era de que se tratava de um adolescente, o que foi corrigido no fim da manhã. 

 

Professora Keli Adriane Aniecevski, é uma das vítimas do ataque em Saudades

Professora Keli Adriane Aniecevski, é uma das vítimas do ataque em Saudades (Foto: Redes Sociais, reprodução)

Três crianças e uma professora morreram na hora. Já a quinta vítima chegou a ser levada ao Hospital de Chapecó. Ela não resistiu aos ferimentos. Conforme o delegado Jerônimo Marçal, outra criança teve ferimentos leves e não corre risco de morrer. O agressor teria entrado na creche armado com uma espada que tem uma lâmina de cerca de 80 centímetros de comprimento e atacado a professora, que morreu no local.

 

Mirla Renner

Mirla Renner morreu aos 20 anos (Foto: Redes sociais / Reprodução)

Segundo o delegado, o jovem, identificado como Fabiano Kipper Mai, invadiu a Escola Infantil Pró-Infância Aquarela e feriu a professora na entrada da unidade. Ela teria então corrido para a sala onde estavam quatro crianças, todas menores de dois anos. Além deles, o suspeito atacou uma agente de saúde que fazia um trabalho no local no momento do crime. 

 

Sarah Luiza Mahle Sehn, Murilo Massing e Anna Bela Fernandes de Barros também tiveram suas vidas ceifadas (Foto: Montagem / Reprodução)

“Objetos estranhos”

 

Em entrevista à NSC TV, o delegado Marçal relatou que a Polícia Civil já foi até a casa do autor do crime e que lá teria encontrado “objetos estranhos”. Ele não especificou o que seriam, mas reforça que os agentes trabalham com a possibilidade de que seria um crime isolado.

 

(Foto: Jornal TV A Sua Voz, Pinhalzinho, Arquivo Pessoal)

Objeto usado na chacina (Foto: Jornal TV A Sua Voz)

 

— Lá [na casa do suspeito] há mais objetos estranhos. Armas, inclusive. O crime está claro, autoria está clara. O que não temos é o motivo que o levou a fazer isso. De qualquer forma, é um motivo torpe. É o que nós vamos descobrir. Nossa maior preocupação é provar que foi um fato isolado. Acreditamos nisso, mas precisamos descartar a possibilidade de que mais pessoas estejam pensando nisso.

 

A PM relatou que recebeu “diversos chamados” enquanto o jovem “golpeava alunos e professores”. Forças de segurança e de salvamento do Oeste, incluindo o helicóptero Arcanjo, foram mobilizadas para atender a ocorrência. 

 

A governadora em exercício de Santa Catarina, Daniela Reinehr, decretou luto de três dias no Estado.

 

Foto: Reprodução

Assassino foi identificado como Fabiano Kipper Mai, de 18 anos (Foto: Divulgação)


POR: CATARINA DUARTE, AUGUSTO ITTNER E FERNANDA MUELLER – DIÁRIO CATARINENSE / NSC TOTAL

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOKYOUTUBE E SOUNDCLOUD.

RECEBA NOTÍCIAS DO ALTO VALE DIRETAMENTE NO SEU CELULAR CLICANDO AQUI.
PUBLICIDADE