04/05/2020 18h40

Estiagem é motivo de preocupação em Taió

A Secretaria de Agricultura de Taió, está ajudando agricultores que sofrem com a falta de água para consumo próprio e também para os animais

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

O Prefeito Almir Guski, decretou na última semana, situação de emergência por conta da estiagem. Após recomendação do Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), após verificação em relação a falta de água, para consumo animal e humano, além de verificados os danos ambientais e econômicos do setor agrícola.

 

De acordo com a Defesa Civil, o município conta com cerca de 100 granjas de suínos, marrecos, frangos de corte e postura dentre estes muitos estão com falta de água nos seus poços sendo necessário o apoio logístico do caminhão-pipa do municio para abastecimento de granjas. “Possuímos bastante percas no setor da agricultura devido à seca e possuímos problemas com pastagens para gado de leite e corte.”

 

Nesta Segunda (04), devido ao baixo nível do Rio Itajaí do Oeste e Rio Taió, a Prefeitura está auxiliando a CASAN na criação de uma contenção nas proximidades da captação do rio, pois o local está com o nível baixo, acarretando a insuficiência no tratamento da água para consumo humano da cidade.

 

Portanto pedimos a população, o uso racionado e consciente da água evitando o uso em lavagem de fachadas, calçadas, pisos, muros e veículos. Além da irrigação de gramados e jardins com o uso de mangueiras.

 

A Secretaria de Agricultura de Taió, está ajudando agricultores que sofrem com a falta de água para consumo próprio e também para os animais. São trabalhos de abertura de fontes e também de valas para a passagem dos canos que levam água até residências onde os reservatórios já secaram.

PUBLICIDADE