30/10/2020 07h02 - Atualizado em 30/10/2020 09h21

Eleições 2020: Divulgada a primeira pesquisa eleitoral de Taió

Confira o gráfico

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

A primeira pesquisa eleitoral estimulada para a prefeitura de Taió mostra a candidata Elisete El’Golli (PSDB), na liderança com 25,52% das intenções de voto, seguida por Horst Alexandre (MDB), com 24,8%, sendo de apenas 1,04% a diferença entre os dois. A margem de erro é de 4,9% para mais ou para menos.

 

Não sabem ou estão indecisos, são um grupo de 19,62% entre as pessoas ouvidas. Entre os candidatos, Tiago Maestri (Podemos) aparece com 12,67% das intenções de voto. Nerlize Sandri (PSD) tem 9,55%, seguida por um grupo de 6,60% que pretendem votar em branco ou anular seu voto, e na última colocação, segundo a pesquisa, aparece o candidato Cassiano Marafon (PT), com 1,56%.

 

Segundo o  Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), o município de Taió tem 14.169 eleitores aptos a votar nas eleições de 2020. Entre os dias 24 e 26 de outubro, 576 pessoas responderam à pesquisa que indagou em quem os taioenses votariam caso a eleição fosse hoje. O número representa 2,45% do eleitorado taioense.

 

Em relação aos resultados da pesquisa espontânea, Horst Alexandre ocupa a primeira colocação, com 22,58% das intenções de voto, tendo a candidata Elisete El’Golli, com 18,75% (Acompanhe o gráfico completo abaixo).

 

A terceira pergunta feita aos entrevistados tratou sobre em qual candidato eles não votariam de forma alguma caso as eleições fossem hoje. Neste quadro, o candidato Cassiano Marafon aparece na liderança, com 19,10% (Confira os detalhes abaixo).

 

16040514866301

 

Qual a diferença entre pesquisa estimulada e pesquisa espontânea

 

A principal diferença entre as abordagens é explicada no próprio nome. Na pesquisa espontânea, uma pergunta é feita aos entrevistados e não é dada nenhuma alternativa para resposta. Esta pesquisa serve para medir a lembrança da pessoa que participa do levantamento e a importância que eles dão aos questionamentos. Ou seja, seria perguntado em quem a pessoa votaria, mas não seriam dadas alternativas. Assim, poderíamos ver se o público está interessado nas eleições.

 

No caso das pesquisas estimuladas, uma lista é passada para os entrevistados escolherem algumas das alternativas. São feitas através de um cartão com as alternativas ou com a leitura dos mesmos. Servem para se verificar quais são as opções mais relevantes entre as alternativas dadas. No caso da pesquisa eleitoral, são passados os nomes de eventuais candidatos para saber quais são os que mais estão bem na pesquisa segundo o eleitorado.

 

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE