16/09/2020 09h00 - Atualizado em 16/09/2020 09h07

Deputados de SC sugerem igrejas com ocupação de 50% em regiões com risco moderado

"Há templos que têm condições de abrigar com segurança, sem cair no estigma que igreja é vetor do vírus”, afirmou o deputado Ismael dos Santos

PUBLICIDADE
Fonte: Agência ALESC (Foto: Fábio Queiroz/Agência AL)

Fonte: Agência ALESC (Foto: Fábio Queiroz/Agência AL)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Membros das bancadas do PSC e do PSD defenderam ocupação de 50% nos templos localizados em regiões com risco moderado para Covid-19 na sessão de terça-feira (15) da Assembleia Legislativa.

 

“Estamos pleiteando desde o início de setembro que se construa um protocolo para ampliar a taxa de ocupação das igrejas. Desde o dia 20 de abril estão funcionando com 30% da capacidade, muitos setores estão ampliando a taxa de ocupação, pleiteamos 50% nas regiões com risco moderado”, anunciou Jair Miotto (PSC).

 

O deputado garantiu que as igrejas são disciplinadas e que os fiéis utilizarão máscaras, álcool em gel e a temperatura deles será medida na entrada dos templos.

 

Ismael dos Santos (PSD) concordou com o colega.

 

“É meio ano com 30% de ocupação e sem contar que ficaram 30 dias fechados. Há templos que têm condições de abrigar com segurança, sem cair no estigma que igreja é vetor do vírus”, afirmou Ismael.

 

Ismael-e1561430626684

Deputado Ismael dos Santos (PSD) é a favor do aumento da capacidade dos templos

 

Voltas às aulas

 

Bruno Souza (Novo) e Kennedy Nunes (PSD) defenderam o retorno às aulas, especialmente a educação infantil.

 

“O comércio de rua ficou fechado 31 dias, 41 dias o transporte municipal, 39 dias shoppings e academia, 38 dias igrejas, 39 dias os bares e restaurantes, 135 dias o futebol com os amigos e 181 dias com escolas fechadas. Este é um país hipócrita, que diz que valorizamos a educação, mas tudo abriu antes da educação, abrir escolas dificilmente impactará a taxa de mortalidade”, defendeu Bruno, que citou recomendação da OMS para o retorno às aulas.

 

“Jaraguá do Sul anunciou que volta às aulas só no ano que vem”, lamentou Kennedy, que relatou depoimento de proprietária de escola de ensino infantil de Joinville. “A neta está desde abril sendo atendida na casa da professora, que está atendendo sete crianças, mas ela sequer pode demitir a professora, que está recebendo pela creche e atendendo clandestinamente”.

 

Deputado Kennedy Nunes (PSD) defende volta às aulas ainda em 2020

Deputado Kennedy Nunes (PSD) defende volta às aulas ainda em 2020

 

Agroflorestas

 

Padre Pedro Baldissera (PT) pediu apoio para projeto de lei de sua autoria que trata da inclusão das agroflorestas na política estadual de desenvolvimento rural.

 

“Os sistemas agroflorestais são formas de uso da terra e de tecnologias em que árvores, arbustos e bambus são utilizados na mesma área de cultivo agrícola e de criações, com harmonia de convivência”, informou Padre Pedro.

 

Segundo o deputado, a proposta estabelece um cronograma, busca promover a segurança alimentar, a viabilidade econômica e a transição para uma agricultura sustentável.

 

Transporte coletivo x Covid

 

Sargento Lima (PSL) criticou a paralisação das atividades de transporte e acusou os municípios de eliminarem a concorrência das grandes empresas.

 

“Baixa o decreto, proíbe o transporte urbano, garante o funcionamento da maior empresa, tira a concorrência das pequenas empresas e daqui uns dias sabe o que vai acontecer? Vai pipocar ações das empresas acionando o município cobrando subsídio”, previu Lima.

 

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE