24/06/2020 14h49

Daniela Reinehr rompe com governador, mas se mantém no cargo de vice

Por meio de carta, vice-governadora faz duras críticas à conduta do governador Carlos Moisés e queixa-se por ter sido escanteada

PUBLICIDADE
Fonte: ND Mais

Fonte: ND Mais

PUBLICIDADE
Delta Ativa

“Choro ao pensar que 33 milhões de reais poderiam salvar tantas vidas”. Foi assim que a vice-governadora Daniela Reinehr terminou extensa e dura carta enviada ao governador Carlos Moisés na terça-feira (23).

 

Em cinco páginas, a vice-governadora enumera fortes críticas ao governo a à conduta de Moisés frente ao Estado, citando, inclusive, como ela própria foi deixada de lado em decisões importantes.

 

“(…) também senti na pele tamanha desconsideração. ‘A mulher do Oeste, muito proativa’ foi imediatamente descartada, seja por me opor a algumas decisões logo no início do governo, seja por já ter cumprido o papel de contribuir com a sua vitória eleitoral”, desabafou.

 

Ela cita, ainda, uma situação na qual foi “desconvidada” de uma reunião com pauta relevante por uma suposta insuficiência de cadeiras, “sem que houvesse qualquer motivo aparente para essa total falta de cortesia, ética e profissionalismo”, complementou.

 

Desabafo

 

Reinehr justifica a carta, na qual desabafa e endurece o tom com Moisés, com  o que ela chama de “decepção e perplexidade da população catarinense”. Ela cita a investigação na qual o governador também se tornou alvo por suposta participação e interferência na escandalosa compra dos respiradores com dispensa de licitação.

 

A vice-governadora enumera situações e ações do governador que quebraram a confiança que ela havia depositado nele e que a fizeram embarcar na corrida eleitoral ao seu lado.

 

Promessas de mudanças não cumpridas, desvio da identificação com o presidente Jair Bolsonaro, falta de empatia e descaso com servidores e pessoas ligadas ao governo são algumas das ações pontuadas por Reinehr.

 

Além de fazer duras críticas ao governador, ela rompe com Moisés ao salientar que não há mais confiança na idoneidade, ética e no profissionalismo.

 

“Não há mais confiança, não somos mais uma dupla! Pelo contrário, Vossa Excelência desfez a chapa tão logo sentiu-se eleito, colocando-se como único representante à frente do governo estadual e trazendo para vosso entorno, o malfadado destino a que chegamos”, ressaltou.

 

Daniela fica no cargo

 

Apesar das críticas e do rompimento, Daniela Reinehr se mantém no cargo salientando que continuará trabalhando para que o Estado “volte a ser visto como realmente é e merece”.

 

“Ainda que na condição de vice-governadora, não medirei esforços para estabelecer e executar, com urgência, um planejamento para a recuperação econômica de Santa Catarina. Evidentemente, farei isso com o apoio de todas as forças producentes, ávidas por serem ouvidas e também valorizadas”, afirma.

PUBLICIDADE