27/03/2020 14h39

Coronavírus: governador do RS diz que decisão sobre retomada em Santa Catarina é “prematura”

Para Leite, o quadro catarinense é mais preocupante que o gaúcho

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

A decisão do governo de Santa Catarina de retomar as atividades econômicas durante a crise do novo coronavírus a partir da próxima segunda-feira (30) repercute nesta sexta-feira (27), um dia após o anúncio feito pelo governador Carlos Moisés da Silva. Uma das manifestações veio do Rio Grande do Sul. O governador do Estado vizinho, Eduardo Leite (PSDB), chamou a ação catarinense de “prematura”. Ele disse, em entrevista ao programa Atualidade, da rádio Gaúcha, que teve conhecimento do plano estratégico apresentado.

 

– Eu vi o material de apresentação do estado de Santa Catarina. Respeito, mas não vi nenhum embasamento científico para isso. E é essa a nossa posição. Toda tomada de decisão sobre levantamento de restrições tem que ser feito com base em evidências científicas.

 

Para Leite, o quadro catarinense é mais preocupante que o gaúcho por conta da proporcionalidade dos casos. O governador do RS diz que admite a possibilidade de revisão das restrições impostas nas cidades locais, mas “com base em evidências científicas”.

PUBLICIDADE