13/10/2021 15h55

Confiança do comerciante catarinense segue em alta

Único subindicador em queda é a situação dos estoques

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
PUBLICIDADE

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

Em setembro, a confiança do empresário do comércio de Santa Catarina medida pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de SC (Fecomércio/SC) caiu 3,7% na passagem mensal, mas permaneceu em patamar de otimismo.

 

No mês, o indicador registrou 123,9 pontos, resultado inferior à agosto (128,7 pontos), mas muito superior ao registrado no mesmo período do ano passado (91,7 pontos). O índice varia de 0 a 200 pontos – acima de 100, é considerado otimismo.

 

O principal fator de confiança do empresário do comércio catarinense é a boa expectativa para o futuro. Neste quesito, destaca-se a confiança com o futuro da própria empresa e do setor do comércio. 

 

Quando avaliadas as condições atuais, a confiança é menor, mas permanece acima da média. 

 

Entre os subindicadores que mais cresceram na comparação anual foram a perspectiva de contratação de funcionários (+79% em 12 meses) e a avaliação atual da economia (+114% em 12 meses). O único subindicador em queda é a situação dos estoques (-4,6%). 

 

Os indicadores recentes demonstram a continuidade da retomada doméstica e o avanço da imunização, conjugada com o arrefecimento da pandemia e a abertura das atividades econômicas propiciam o cenário otimista da confiança dos empresários“, diz a entidade.

 

Mesmo assim, a Fecomércio/SC faz o alerta para o crescimento da inflação e o aumento dos juros, que aumentam as incertezas, além da crise hídrica e as circunstâncias políticas que podem atingir o setor a curto e médio prazo. 


Fonte: Rede Catarinense de Notícias

Foto: Murici Balbinot / Arquivo

PUBLICIDADE