01/03/2021 10h35 - Atualizado em 01/03/2021 10h36

Chuva em SC provoca queda de barreiras e alagamentos

Segundo a Defesa Civil, ocorrências foram registradas em cidades da Grande Florianópolis e Litoral Norte

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Chuva deixa ruas alagadas em Camboriú (Foto: Reprodução/ NSC TV)

Chuva deixa ruas alagadas em Camboriú (Foto: Reprodução/ NSC TV)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

A chuva forte nesta segunda-feira (1°) causou alagamentos, desmoronamentos e transtornos para os motoristas em cidades da Grande Florianópolis e do Litoral Norte catarinense. Ninguém ficou ferido. Até as 9h não havia registro de desalojados e desabrigados.

 

Houve registro de queda de árvore e muro. Em Camboriú, as aulas no interior foram suspensas por causa da dificuldade de acesso.

 

Segundo a Defesa Civil, a chuva do domingo (28) contribuiu para o risco dos fenômenos. Até esta segunda são previstos acumulados de até 150 milímetros no Litoral, segundo o órgão estadual.

 

Além do litoral, o aviso meteorológico cita a previsão de chuva intensa e volumosa nas cidades do Oeste, Vale do Itajaí e Serra catarinense.

 

Balneário Camboriú

 

A Defesa Civil de Balneário Camboriú registrou ocorrências de alagamentos de ruas e queda de árvores.

 

Os motoristas tiveram dificuldade para passar pela Rua Concórdia no bairro dos Municípios, além da Avenida das Flores e Avenida Panorâmica. Agentes de trânsito trabalham nos atendimentos.

 

Uma árvore caiu na Interpraias, próximo a Rua José Cesário Pereira.

 

A saída da Avenida Santa Catarina em direção a Avenida das Flores e Rua Donaciano dos Santos no bairro da Barra também estão com passagem de carros bloqueadas.

 

O túnel da Rua 3700 voltou a ser fechado devido a alta da maré que invadiu a pista e o trânsito foi desviado.

 

Chuva deixa trânsito complicado em Balneário Camboriú — Foto: Defesa Civil/ Divulgação

Chuva deixa trânsito complicado em Balneário Camboriú (Foto: Defesa Civil / Divulgação)

 

Interdições por causa da chuva:

 

  • – Rua Concórdia
  • – Avenida das Flores
  • – Avenida Panorâmica
  • – Rua José Cesário Pereira
  • – Rua Donaciano dos Santos
  • – Túnel da Rua 3700
  • – Rua Maria Mansoto
  • – Rua Ana Guilhermina Siqueira

 

Transbordamento de ria atinge via em Balneário Camboriú — Foto: Defesa Civil/ Divulgação

Transbordamento de ria atinge via em Balneário Camboriú (Foto: Defesa Civil / Divulgação)

 

Camboriú

 

Segundo a Prefeitura de Camboriú, devido a forte chuva e dificuldade de locomoção, as aulas nas escolas do interior do município foram suspensas.

 

A Defesa Civil registrou dois deslizamentos de terra em área de encosta do bairro Rio Pequeno, que ficam na Rua Rio Madeira e na Rio Iracema. Até as 9h, ninguém precisou sair de casa, conforme informou o órgão.

 

Também há pontos de alagamentos nos bairros Santa Regina, Areias, Monte Alegre e Jardim Europa.

 

A tempestade derrubou uma árvore na Estrada Geral Caetés e atingiu a fiação elétrica.

 

Ruas ficaram alagadas por causa da chuva em Camboriú — Foto: Reprodução/ NSC TV

Ruas ficaram alagadas por causa da chuva em Camboriú (Foto: Reprodução/ NSC TV)

 

Florianópolis

 

Na Via Expressa sentido BR-101, um deslizamento de terra invadiu o acostamento. A área foi isolada pela Guarda Municipal de Florianópolis (GMF) e por enquanto, a ocorrência ainda não prejudica o trânsito.

 

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram acionados. Em janeiro, próximo do local, houve uma queda de barreira que interditou parcialmente o trecho por seis horas no sentido Ilha-continente.

 

Na saída do Elevado Dias Velho, um alagamento na pista também é monitorado pelos agentes da GMF.

 

Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), na SC-401, no km 33,800, as duas faixas estavam alagadas no sentido bairro/Centro por volta das 8h30.

 

Chuva causa alagamentos na SC-401 em Florianópolis — Foto: PMRv/ Divulgação

Chuva causa alagamentos na SC-401 em Florianópolis (Foto: PMRv / Divulgação)

 

No bairro Saco dos Limões, um muro desmoronou depois de um deslizamento de terra. Segundo o Corpo de Bombeiros, o morador solicitou apoio, já que parte da estrutura atingiu a casa. Ninguém ficou ferido.

 

De acordo com o monitoramento da Defesa Civil, a precipitação observada entre as 2h48 a 8h48 foi de 127,4 milímetros em Florianópolis.

 

Em São José, ruas ficaram alagadas no bairro Kobrasol e Campinas. Durante o período de seis horas, o monitoramento indica o acumulado de 87 milímetros de chuva. Veja abaixo a tabela:

 

Acumulado de chuva em cidades de Santa Catarina — Foto: Defesa Civil/ Divulgação

Acumulado de chuva em cidades de Santa Catarina (Foto: Defesa Civil/ Divulgação)

 

Previsão do tempo

 

Por conta do tempo instável, o dia começa com temperaturas mínimas amenas no estado, perto de 11ºC na Serra e entre 15ºC e 24ºC nas cidades litorâneas e no Vale. À tarde, as máximas variam de 27ºC a 32ºC na porção Oeste e chegam aos 30ºC no Litoral Sul.

 

Na terça-feira (02), as pancadas de chuva serão de moderadas a forte e acompanhadas de raios, principalmente entre a tarde e a noite. O risco enxurradas e alagamentos persiste no estado.

 

Recomendações

 

 – Alagamentos: Evitar entrar em contato com a água ou dirigir em locais alagados, evitar transitar por pontes submersas, atenção com crianças próximas a rios e ribeirões.

 

 – Deslizamentos: Atenção a qualquer movimento de terra ou rochas próximo de residências, atenção ao aparecimento de rachaduras em muros ou paredes.


FONTE: G1 SC / NSC TV

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE