08/05/2020 17h48

Após leve recuperação, setor de cargas de SC volta a registrar queda

Média no volume de cargas acumulou redução de 40,9% após chegar a 35% na semana anterior

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Segundo dados divulgados pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) nesta semana, desde o início da pandemia de Coronavírus, o setor de transportes de cargas em Santa Catarina acumula redução média de volume de 40,9%. O índice representa uma queda de 5,9 pontos percentuais (p.p) em relação a semana anterior, quando as perdas acumulavam 35%.     

 

Para o presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina (Fetrancesc), Ari Rabaiolli, o processo de normalização das atividades do setor ainda pode demorar.

 

“Santa Catarina foi um dos primeiros estados a optar pelo isolamento e agora que as atividades foram retomadas, muitos estados ainda estão com a medida restritiva. Sabemos que nosso trabalho é essencial e continuamos exercendo nossas atividades para que o país continue abastecido, entretanto, até as coisas se normalizarem, levará tempo”, comentou.

 

Já a nível nacional, o setor começou a esboçar uma reação. Nesta pesquisa foi registrado uma queda de 41,4% na demanda de transportes rodoviários de cargas no Brasil em relação aos níveis anteriores à pandemia de Coronavírus, o que representa 3,4 p.p a menos do que os 44,8% registrados na semana passada. 

 

Além disso, o percentual de empresas que tiveram queda no faturamento em função do Coronavírus também diminuiu, passando de 90% na pesquisa anterior, para 86% na atual. 

 

“Os números mostram que logo voltaremos a normalidade, que é o que o transportador espera para manter suas empresas funcionando e continuar abastecendo a sociedade”, destacou o presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio.

 

Fonte: RCN

PUBLICIDADE