21/05/2020 08h31

Advogado da dupla acusada de matar homem em Agrolândia, diz que ambos foram alvo de emboscada

Segundo o criminalista, a morte se deu em legítima defesa, e foram alvo de uma emboscada.

PUBLICIDADE
Foto: Portal Expresso

Foto: Portal Expresso

PUBLICIDADE
Delta Ativa

 

Advogado criminalista há 20 anos, Benjamim Coelho de Blumenau atuará como defensor dos irmãos André e Éder. Ele terá a companhia do colega Aurélio Packer de Rio do Sul. Benjamim Diz que, os irmãos foram alvo de uma emboscada de Joacir Barbosa e seu sobrinho, Joacir morreu no local.

 

O fato ocorreu na última segunda-feira (11) à noite no bairro São João, em Agrolândia, no Alto Vale do Itajaí.

 

Segundo ele, o sobrinho de Joacir, chamou André e Éder para ir até a sua residência, onde, o Joacir ficou escondido e baleou André, mesmo estando baleado, André conseguiu desferir um tiro contra o Joacir.

 

“André, tinha uma divida em haver um valor, com o sobrinho de Joacir, que faleceu. Eles trocavam áudios pelo WhatsApp, não muito “republicano”, havia uma certa indisposição e raiva nas conversas, mas nada no sentido de ameaçar alguém de morte. No dia que, chegou o dia dos fatos, o sobrinho, manda dois áudios para o André, dizendo: ‘Pode vir na minha casa, vem aqui receber e eles foram” alega Benjamim Coelho.

 

Segundo o advogado, André chegou a dizer para o sobrinho de Joacir, que estava tudo bem, anulando assim as discussões anteriores. No dia dos fatos, André foi juntamente com Éder, sua esposa e seu filho.

 

“Ao chegar no local, o sobrinho de Joacir falou para os dois irmãos entrarem na residência e ficarem quietos, quando os dois se aproximam da residência, Joacir abre fogo e acerta dois tiros na boca e no braço do André, e o Éder foi atingido também” disse o advogado.

 

Coelho ainda afirmou que, o sobrinho não relatou no seu depoimento na delegacia ao delegado, que, havia essa condição na qual chamou André para ir até sua residência. “Faltou com a verdade” finalizou.

 

“O sobrinho escondeu o revolver usado pelo tio, e se ele fosse vitima 100% porque iria esconder o revolver? Em seguida o revolver foi encontrado, mas os dois irmãos obviamente saíram do local” disse Benjamim Coelho.

 

Segundo o criminalista, a morte se deu em legítima defesa, e foram alvo de uma emboscada.

 

A acusação afirma que Joacir Barbosa foi morto em uma troca de tiros em um imóvel na rua São João envolvendo a vitima e outros dois homens, que supostamente estavam no local para fazer uma cobrança ao sobrinho de Joacir.

 

PUBLICIDADE