09/11/2019 11h45 - Atualizado em 09/11/2019 11h02

Acusados pela morte de jovem em Rio do Sul são condenados

Julgamento dos três envolvidos no assassinato de Gleison James Schulze durou mais de 14 horas

PUBLICIDADE
Jornal Diário do Alto Vale

Jornal Diário do Alto Vale

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Por meio de júri popular, os três homens envolvidos no homicídio de Gleison James Schulze, jovem de 28 anos que foi morto a tiros em Rio do Sul no dia 4 de maio de 2017, foram considerados culpados.

 

De acordo com a justiça,  o mandante do crime, o empresário Adilson Marciano, foi sentenciado a 18 anos e 8 meses no regime fechado e a mais um ano no semiaberto por posse de arma. O frentista, Adélio Rodrigues do Santos, que  teria  executado o assassinato foi sentenciado  a 18 anos de reclusão no regime fechado. Já Jonatan da Silva Martins, que segundo a denúncia do Ministério Público de Santa Catarina, forneceu a arma, um revólver calibre 38, para execução do crime, terá que cumprir 14 anos de reclusão também no regime fechado e mais um ano no semiaberto. Todos estão no Presídio Regional de Rio do Sul.

PUBLICIDADE