11/01/2021 09h56

Sem tirar o pé: Palmeiras vence Sport e segue na briga pelo Brasileirão

Willian marcou o único gol da partida aos 27 minutos da primeira etapa

PUBLICIDADE
Jogadores do Palmeiras comemoram gol contra o Sport (Foto: Paulo Paiva/AGIF - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo)

Jogadores do Palmeiras comemoram gol contra o Sport (Foto: Paulo Paiva/AGIF - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Com dez mudanças em relação ao time que arrasou o River Plate, o Palmeiras demonstrou mais um vez a força de seu elenco e venceu a o Sport por 1 a 0, na Ilha do Retiro, pela 29ª rodada do Brasileirão 2020. Concluindo uma jogada trabalhada por três jogadores que não foram titulares na Argentina, Willian marcou o único gol da partida aos 27 minutos da primeira etapa.

 

O resultado mantém o Verdão na sexta colocação, agora com 47 pontos, mas diminui a distância para Flamengo e Atlético-MG, quarto e terceiro colocados, para apenas dois pontos. Em relação ao líder São Paulo, são nove pontos, mas com uma partida a menos e um confronto direto pela frente. O Leão da Ilha, por sua vez, permanece na 14ª posição, com 32 pontos, mas tem mais jogos disputados que todas as equipes que lutam contra o rebaixamento e pode terminar a rodada apenas um ponto acima da zona da degola.

 

O Verdão volta a campo na terça (12), quando recebe o River Plate, no Allianz Parque, pelo jogo de volta da semifinal da Copa Libertadores. A primeira partida foi vencida pelo time de Abel Ferreira por 3 a 0. Já o Sport só jogará no sábado (16), quando enfrentará o Fluminense, no Maracanã, pela 30ª rodada do Brasileirão.

 

O melhor: Luan demonstra segurança e poder de decisão

 

Retirado da equipe titular do Palmeiras pouco tempo antes do duelo contra o River Plate, o zagueiro Luan voltou em alto nível contra o Sport. Após ganhar quase todos os duelos individuais que teve durante a partida, também iniciou o lance do gol da vitória com um belo lançamento.

 

O pior: Destaque contra o Fortaleza, Marquinhos faz jogo apagado

 

Destaque na histórica vitória sobre o Fortaleza, ao dar a assistência que resultou no gol de Thiago Neves, o meia-atacante teve contra o Palmeiras uma exibição abaixo da média e pouco contribuiu com o ataque do Sport.

 

Árbitro marca pênalti para o Sport no minuto final, mas anula após consulta ao VAR

 

Ao tentar dominar no peito um desvio feito pela zaga, o atacante Rony teve um toque de mão dentro da área marcado como pênalti pelo árbitro. Após uma lenta conferência do lance pelo vídeo, Dyorgenes de Andrade voltou atrás e anulou a marcação anterior.

 

Verdão mantém competitividade mesmo com dez mudanças

 

O único titular da equipe que venceu o River por 3 a 0 e iniciou a partida em Recife foi Weverton. Isso, porém, não se refletiu em uma perda de padrão de jogo por parte do time de Abel Ferreira, que se manteve competitiva e, de certa forma, pragmática, sem se deixar abalar nos momentos em que o Sport foi superior.

Além disso, o técnico português não economizou nas mudanças táticas ao longo da partida, como quando deslocou Veron para a lateral direita e Alan Empereur pela esquerda. Da mesma forma, na segunda etapa, mandou a campo no segundo tempo atletas que jogaram por longo tempo em Buenos Aires, como o polivalente Gabriel Menino.

 

Atuação do Sport

 

Ainda que não tenha balançado as redes rapidamente, como na vitória da última quarta (6), contra o Fortaleza, a equipe de Jair Ventura teve um início de partida melhor que no meio da semana, com destaque para as boas jogadas de ultrapassagem protagonizadas por Patric pelo lado direito da defesa palmeirense.

Na segunda etapa, porém, o Sport não demonstrou repertório suficiente para ser efetivo na tentativa de buscar o resultado. Mesmo tendo mais da metade da posse de bola, sofreu mais com os contra-ataques do adversário do que foi capaz de agredi-lo.

 

Atuação do Palmeiras

 

Concentrado como de costume desde a chegada de Abel Ferreira, o Palmeiras teve menos ímpeto que os donos da casa na primeira metade da etapa inicial. Isso, entretanto, não se refletiu em nenhum momento na perda do controle de suas ações. Dessa forma pragmática, comendo pelas beiradas, o Alviverde abriu o placar aos 27 minutos, em jogada de ataque iniciada pelo zagueiro Luan, que com um longo lançamento encontrou Gabriel Veron na direita e o atacante, improvisado na lateral direita, fez o cruzamento que Willian transformou em gol.

Com muitas mudanças na segunda etapa, entrando os titulares pela semifinal contra o River Plate, o Palmeiras passou a jogar mais solto. Mesmo com a vantagem no placar, foi o Verdão quem produziu a as jogadas de maior perigo, principalmente em contra-ataques. Patrick de Paula foi o grande destaque alviverde na etapa final.

 

Cronologia do jogo

 

O jogo começou com o Sport tomando a iniciativa das ações ofensivas e tendo um pouco mais de posse de bola que o Palmeiras. Ainda assim, o Leão da Ilha não conseguiu converter essa ligeira superioridade em oportunidades claras de gol. Reativo, mas eficaz, o Verdão abriu o placar, com Willian, aos 27, após um cruzamento rasteiro de Gabriel Veron pela direita.

Após o intervalo, o controle da partida pelo Alviverde se tornou mais evidente, mesmo com a necessidade do Sport de ir em busca de uma reação. Com destaque para duas finalizações de Patrick de Paula.

Foi então que, aos 49 minutos do segundo tempo, ao tentar dominar um desvio feito pela zaga, o atacante Rony tocou a bola com o braço e o árbitro assinalou pênalti. Porém, após cinco minutos, muita conversa e a conferência do lance no vídeo, Dyorgines de Andrade voltou atrás e anulou o lance.

 

FICHA TÉCNICA
SPORT 0 x 1 PALMEIRAS

 

Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data: 9 de janeiro de 2021, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antonio Zanotti (Ambos do ES)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Cartões amarelos: Lucas Lima (Palmeiras); Thiago Neves e Rafael Thyere (Sport)

 

GOLS: Willian, aos 27 minutos do primeiro tempo (0-1);

 

SPORT: Luan Polli; Raul Prata (Jonatan Gómez), Rafael Thyere, Adryelson e Júnior Tavares; Betinho (Ricardinho), Marcão (Ewerthon) e Thiago Neves; Patric, Marquinhos e Dalberto. Técnico: Jair Ventura

 

PALMEIRAS: Weverton; Emerson Santos, Luan, Kuscevic e Esteves (Danilo); Raphael Veiga (Alan Empereur), Zé Rafael (Patrick de Paula) e Lucas Lima (Rony); Breno Lopes, Gabriel Veron (Gabriel Menino) e Willian. Técnico: Abel Ferreira


FONTE: UOL ESPORTE

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE