22/02/2021 14h44 - Atualizado em 22/02/2021 14h45

Santos empata com o Fluminense nos minutos finais e garante vaga na Libertadores

Peixe estreará na fase eliminatória da Libertadores, antes da fase de grupos

PUBLICIDADE
Jean Mota comemora gol do empate do Santos contra o Fluminense (Foto: Guilherme Dionizio/Código19/Estadão Conteúdo

Jean Mota comemora gol do empate do Santos contra o Fluminense (Foto: Guilherme Dionizio/Código19/Estadão Conteúdo

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Santos e Fluminense empataram em 1 a 1 ontem (21), na Vila Belmiro, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, em duelo direto na briga por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. O Tricolor carioca abriu o placar com um gol de Lucca, ainda na primeira etapa, mas viu o Santos igualar o marcador aos 41 minutos do segundo tempo, na primeira participação de Jean Mota na partida.

 

Com o resultado, o Peixe garantiu antecipadamente a 8ª posição, agora com 54 pontos em 37 jogos disputados. Com tropeços de Athletico Paranaense e Red Bull Bragantino neste domingo, a vaga santista na Libertadores está matematicamente assegurada – para o estágio eliminatório antes da fase de grupos.

 

O Fluminense, por sua vez, estaciona na quinta posição, com 61 pontos, e buscará uma vitória na última rodada para se garantir na fase de grupos da competição continental.

 

O próximo e último adversário do Peixe no Brasileirão será o Bahia, quinta-feira (25), às 21h30 (de Brasília), na Fonte Nova. Enquanto isso, o clube das Laranjeiras recebe o Fortaleza, no Maracanã, no mesmo dia e horário.

 

1º tempo: Fluminense se sente em casa na Vila

 

Assim como no clássico do meio da semana, o Santos teve dificuldades de se impor nos minutos iniciais da partida. De maneira incomum, sequer teve maioria na posse de bola. Ainda assim, isso não significou um domínio do Fluminense, que não conseguiu finalizar a gol até os 15 minutos. Quando isso aconteceu, porém, os visitantes foram certeiros. Luiz Henrique achou Lucca em velocidade e o atacante, com bastante espaço disponível, arrancou em direção a área e bateu cruzado, de canhota, para abrir o placar.

 

A partir do gol, a postura das equipes mudou ligeiramente. O Santos passou a ficar mais com a bola, enquanto o Fluminense passou a tentar explorar os contragolpes, num jogo de pouca inspiração. Ao final da primeira etapa, o Tricolor carioca havia chutado duas vezes ao gol de João Paulo, contra nenhuma finalização do Peixe contra Marcos Felipe.

 

Santos muda de postura, mas reação demora a aparecer

 

O Santos voltou ao segundo tempo com uma maior atitude ofensiva, ainda que o excesso de erros de passes no chamado último terço de campo resultou em poucas oportunidades criadas ao longo dos primeiros 15 minutos.

 

Mantendo mais a posse de bola em seu campo de ataque, o Santos melhorou em relação ao primeiro tempo, mas não o suficiente para ameaçar a superioridade do Fluminense no placar.

 

Jean Mota marca em seu primeiro toque na bola e aproxima o Peixe da Libertadores

 

Quando o placar já parecia consolidado, o meia Jean Mota aproveitou uma boa cobrança de falta para, livre na área, empatar para o Santos, placar que deixa o Peixe muito próximo de garantir a oitava colocação e, consequentemente, uma vaga na fase preliminar da Copa Libertadores.

 

Flu na bronca com a arbitragem

 

A atuação de Savio Pereira Sampaio causou controvérsia na tarde de domingo na Vila Belmiro. Principalmente no lance em que o árbitro decidiu expulsar o tricolor Nino, já nos minutos finais do jogo – pouco antes do empate do Santos, quando a equipe paulista tinha vantagem numérica em campo.

 

Aos 38min do segundo tempo, Nino cometeu falta e levou o cartão amarelo. O zagueiro se irritou e claramente xingou o árbitro, que imediatamente aplicou a segunda advertência e o expulsou.

 

Nenê reclamou da postura da arbitragem e disse que todo o time já tinha perdido a cabeça com essas situações, mas que apenas Nino cometeu o erro de verbalizar a irritação.

 

“Não estou decepcionado com o empate, mas da maneira como foi. A arbitragem não esteve nos seu melhores dias. Foi irritando, irritando… Faltas para gente, cartão para gente e para eles não. Nino errou porque perdeu a cabeça antes. Perdemos uma grande chance de ficar no G4. Resultado bom, mas pela maneira foi um pouco frustrante”, disse.

 

Foi bem: Jean Mota

 

Apesar de ter estado em campo por poucos minutos, anotou um gol na primeira vez em que tocou na bola e foi essencial no importante resultado conquistado pelo Peixe.

 

Não foi bem: Marinho

 

Referência no futebol brasileiro nesta temporada, o atacante tem se apresentado bem abaixo da média nas últimas rodadas, possivelmente pelo desgaste físico da maratona de jogos que o Peixe encarou nos últimos meses.

 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 1 FLUMINENSE

 

Data e hora: 21/02/2021 (domingo), às 18h15h (horário de Brasília)
Local: Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), em Santos (SP)
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade e Jose Reinaldo Nascimento Junior (Ambos do DF)
Árbitro de vídeo: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Bruno Marques, Luiz Felipe (SAN); Yago Felipe, Egídio, Fred e Nino (FLU)

Cartão vermelho: Nino (FLU)

 

Gols: Lucca, do Fluminense, aos 15′ do 1º tempo (0-1); Jean Mota, do Santos, aos 41′ do 2º tempo (1-1)

 

SANTOS: João Paulo; Pará, Luiz Felipe (Madson) (Bruno Marques), Luan Peres e Felipe Jonatan (Jean Mota); Alison, Vinicius Balieiro e Sandry; Marinho, Marcos Leonardo (Soteldo) e Lucas Braga (Ângelo). Técnico: Cuca.

FLUMINENSE: Marcos Felipe, Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli (Hudson), Yago Felipe e Nenê (André); Luiz Henrique (Michel Araújo), Lucca (Yuri) e Fred (John Kennedy). Técnico: Marcão.


FONTE: UOL ESPORTE

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE