15/06/2021 15h25

Ponto forte na temporada, defesa oscila e liga alerta no Avaí

Nos último cinco jogos, Leão da Ilha sofreu 46% de todos os gols entre estadual, Série B e Copa do Brasil

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Leão sofreu sete gols nos últimos cinco jogos (Foto: Cael Sobral / Avaí FC)

Leão sofreu sete gols nos últimos cinco jogos (Foto: Cael Sobral / Avaí FC)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

Campeão estadual com a melhor defesa da competição há pouco menos de três semanas, o Avaí vê seu sistema defensivo apresentar problemas que foram raros no primeiro semestre da temporada. Com a derrota no último domingo diante do Brusque, na Ressacada, em Florianópolis, a equipe comandada pelo técnico Claudinei Oliveira chegou ao sexto jogo consecutivo sem vitórias e passou a sofrer mais gols.

 

Desde que perdeu para o Coritiba na estreia da Série B, o Leão da Ilha sofreu 46% de todos os gols da temporada. Em cinco partidas, foram sete gols sofridos, média de 1,4 por jogo, índice bem superior ao geral da temporada, que é de 0,62.

 

Dos 24 confrontos disputados na temporada 2021, o Avaí ficou sem ser vazado em 13, mais da metade das partidas. A equipe também chegou a ter uma sequência de oito jogos seguidos sem saber o que era sofrer golsa maior marca da história do clube. Mas o recorte das últimas partidas elevou a média defensiva azurra.

 

O período coincide com a ausência do zagueiro Betão, lesionado no último jogo da final do Campeonato Catarinense e que segue entregue ao departamento médico. A dupla de zaga está sendo formada por Alemão e Alan Costa.

51245713457-596304baf9-o - Cópia

Além do capitão, a equipe perdeu o meia Giovanni, emprestado ao clube pelo Cruzeiro, que solicitou o retorno do atleta, e segue sem o atacante Júnior Dutra, também entregue ao DM. Na partida de domingo, o volante Marcos Serrato sentiu um desconforto e deu lugar a Wesley Soares.

 

Neste período de oscilação defensiva foi, também, quando o Avaí passou a enfrentar adversários considerados mais fortes em relação ao nível do campeonato estadual, como o Athletico Paranaense, que disputa a primeira divisão nacional, além de Coritiba, Vila Nova e Brusque, equipes da Série B.

 

Temos que corrigir nossos erros. Agora, qualquer erro que estamos tendo, está custando caro. A equipe sofria poucos gols, mas agora está sofrendo em todos os jogos. Temos que voltar com a consistência defensiva para sofrer menos e conquistar as vitórias que a gente precisa.

 

— Claudinei Oliveira, técnico do Avaí
 

Com a derrota para o Brusque, o Leão caiu para a lanterna da Série B, com apenas um ponto. A equipe de Claudinei Oliveira volta a campo nesta quarta-feira (16) para pegar o Vasco, às 19h, em São Januário, pela quarta rodada da competição.


POR: HEITOR MACHADO E RONALDO FONTANA – GLOBO ESPORTE SC

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOKYOUTUBE E SOUNDCLOUD.
PUBLICIDADE