01/06/2021 16h34

Julgamento do caso da agressão a árbitro auxiliar em Brusque x Avaí está marcado para 8 de junho

Auxiliar Luan Carlos Neto, citado em súmula, foi defendido publicamente pelo clube, mas foi intimado

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Final de Brusque 0x1 Avaí teve confusão e entrada da Polícia Militar no campo (Foto: Marcio Costódio / O Município)

Final de Brusque 0x1 Avaí teve confusão e entrada da Polícia Militar no campo (Foto: Marcio Costódio / O Município)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

O Brusque e o auxiliar-técnico do clube, Luan Carlos Neto, serão julgados em 8 de junho, terça-feira, no caso da agressão ao assistente de arbitragem Helton Nunes na partida de volta da semifinal do Catarinense contra o Avaí, em 19 de maio. Tanto o clube quanto o profissional serão julgados pela 3ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Santa Catarina (TJD-SC)

 

O quadricolor chegou a defender Neto publicamente logo após o ocorrido, utilizando as imagens da transmissão da partida para provar que não era ele quem havia arremessado um copo d’água no pescoço de Helton Nunes. O auxiliar-técnico foi citado na súmula pelo árbitro Bráulio da Silva Machado como o responsável, tendo como referência o relato do quarto árbitro da partida, Diego da Costa Cidral.

 

Conforme a denúncia da procuradoria, o Brusque responderá pelo Artigo 213 inciso III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). A pena prevista por casos do tipo é multa de R$ 100 a R$ 100 mil. Dependendo do julgamento, cabe perda de mando de campo de uma a dez partidas na competição em que ocorreu o incidente.

 

Já Luan Carlos Neto responderá pelo Artigo 254-A, parágrafo terceiro, que trata de agressão à arbitragem, e prevê suspensão de, no mínimo, 180 dias.

 

O Município tentou contato com a defesa do Brusque, que informou que só comentará o caso após o julgamento.

 

A citação em súmula:

 

súmula Brusque Avaí agressão Helton Nunes

 

O comunicado do clube defendendo Luan Carlos Neto:

 


POR: JOÃO VITOR ROBERGE – O MUNICÍPIO

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOKYOUTUBE E SOUNDCLOUD.
PUBLICIDADE