22/06/2020 10h30

Japão retira candidatura a sede da Copa do Mundo de 2023 a três dias do anúncio da FIFA

Favorita a receber torneio feminino é proposta conjunta de Austrália e Nova Zelândia

PUBLICIDADE
Fonte: Globo Esporte

Fonte: Globo Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

A Associação de Futebol do Japão (JFA, na sigla em inglês) anunciou nesta segunda-feira que o país não é mais candidato a sede da Copa do Mundo Feminina de 2023. A retirada da proposta foi feita a somente três dias do anúncio da FIFA.

 

Assim, o caminho fica aberto para que seja confirmada a candidatura conjunta de Austrália e Nova Zelândia como vencedora diante da única adversária, a Colômbia. No início do mês de junho, a proposta dos países da Oceania foi considerada a de melhor pontuação nos diversos critérios estabelecidos. O Brasil também concorria, mas se retirou antes mesmo do anúncio da avaliação.

 

Campeão em 2011 ao derrotar as favoritas dos Estados Unidos na final, o Japão nunca recebeu a Copa do Mundo Feminina, mas organizou o torneio masculino em 2002 com a Coreia do Sul.

PUBLICIDADE