01/03/2021 09h28

Final da Copa do Brasil: Palmeiras resiste com um a menos e bate Grêmio fora de casa

Os dois times decidem o título no domingo que vem (07), às 18h, no Allianz Parque

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Gustavo Gómez comemora gol do Palmeiras contra o Grêmio (Foto: Dani Barcellos / Enquadrar / Estadão Conteúdo

Gustavo Gómez comemora gol do Palmeiras contra o Grêmio (Foto: Dani Barcellos / Enquadrar / Estadão Conteúdo

PUBLICIDADE
Delta Ativa

O Palmeiras saiu na frente na final da Copa do Brasil e venceu ontem (28) o Grêmio, por 1 a 0, na Arena Grêmio, pela partida de ida da decisão. Gustavo Gómez foi o autor do gol, ainda no primeiro tempo.

 

O Verdão teve o controle, ao menos defensivamente, até os 18 minutos do segundo tempo, quando Luan foi expulso após acertar uma cotovelada em Diego Souza. A partir disso, o Tricolor Gaúcho foi para a pressão, mas não conseguiu a igualdade em casa.

 

Os dois times decidem o título no domingo que vem (07), às 18h, no Allianz Parque. Com a vitória obtida em Porto Alegre (RS), o Palmeiras precisa de apenas um empate para ser campeão. Já o Grêmio depende de um triunfo por dois gols de diferença — qualquer vitória dos gaúchos pelo placar mínimo leva a decisão para os pênaltis.

 

O MELHOR: GUSTAVO GÓMEZ

 

Além de sua imposição na defesa, o zagueiro fez o gol da vitória em Porto Alegre (RS), o seu 14º pelo Palmeiras. Eleito um dos melhores jogadores do Campeonato Brasileiro, o camisa 15 provou seu valor, inclusive quando o time teve de resistir a quase 30 minutos com um jogador a menos.

 

O PIOR: LUAN

 

Se o paraguaio teve grande atuação, o mesmo não pode se dizer de seu companheiro na zaga do Palmeiras. Luan até fazia um jogo seguro, mas acertou uma cotovelada injustificável em Diego Souza enquanto tentava proteger a bola próximo da bandeira de escanteio. Ele foi expulso e obrigou o Verdão a mudar os planos, já que estava melhor na partida até então.

 

PEPE DECECPIONA

 

O meia-atacante não lembrou nem de olho o jogador destacado, que substituiu Everton Cebolinha em grande estilo logo após negócio do Grêmio com Benfica. Isolado do lado, sem criatividade e pouca atividade, foi extremamente apagado. E quando tentou, deu sinais de falta de intensidade. Afetou todo ataque gremista.

 

GRÊMIO SÓ ENTRA NO JOGO APÓS EXPULSÃO

 

O Grêmio saiu da pressão ainda na metade do primeiro tempo, ganhou terreno e esboçou volume. Mas durante toda a etapa inicial ficou longe do gol de Weverton. E sem criatividade e nem iniciativa, sequer arriscou chutes de longe. A atuação discreta no ataque ficou pior quando somada ao plano defensivo. Com linha avançada, o time de Renato foi presa fácil do Palmeiras. O gol de Gustavo Gómez adicionou mais tensão na atuação.

 

Depois do intervalo, o cenário só mudou quando Luan foi expulso. Com um a mais, Renato mexeu e o Grêmio teve, enfim, atitude. A partir dos 25 do segundo tempo, Ferreira conduziu na base da individualidade o time da casa para perto do gol alviverde. Sem muito jogo coletivo, a equipe pressionou até o fim. Mas sem ser capaz de empatar.

 

PALMEIRAS VAI BEM, MESMO COM UM A MENOS

 

A estratégia com dois velocistas e um meio-campo mais posicionado com Felipe Melo e Zé Rafael para evitar a troca de passes do Grêmio deu certo no começo do jogo, e o Verdão correu poucos riscos. O gol de Gómez, também, saiu a partir de um posicionamento trabalhado para este jogo, com a maior parte dos palmeirenses “atacando” a área no escanteio.

 

Quando tinha 11 em campo, o time de Abel Ferreira criou chances para marcar até o segundo, mas precisou passar boa parte do segundo tempo apenas evitando o empate pela expulsão de Luan. Mesmo com dez, o time se manteve organizado. Mérito para a postura alviverde no Sul.

 

CRONOLOGIA

 

O primeiro tempo foi muito truncado, com as duas defesas levando vantagem sobre os ataques na Arena Grêmio. O Palmeiras só conseguiu abrir o placar aos 31 minutos, em cobrança de escanteio. Raphael Veiga bateu para Gustavo Gómez fazer o primeiro da final da Copa do Brasil.

 

Após o intervalo, o Verdão voltou melhor e encontrava mais espaços — Rony perdeu uma grande chance, após Veiga colocar entre as pernas de Paulo Miranda. O que se desenhava uma partida controlada pela equipe paulista mudou aos 18 minutos do segundo tempo, quando Luan foi expulso após acertar uma cotovelada em Diego Souza. Apesar da pressão dos donos da casa, o placar se manteve inalterado.

 

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0 x 1 PALMEIRAS

 

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 28 de fevereiro de 2021, domingo
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA)
VAR: Savio Pereira Sampaio (DF)
Cartões amarelos: Diogo Barbosa, Kannemann, Vanderson (GRE); Zé Rafael, Willian (PAL)
Cartão vermelho: Luan (PAL)

 

GOL: Gustavo Gómez, aos 31 minutos do primeiro tempo (0-1)

 

GRÊMIO: Paulo Victor; Victor Ferraz (Churín), Paulo Miranda (Isaque), Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Maicon (Ferreira), Alisson (Vanderson), Jean Pyerre (Thaciano) e Pepê; Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho

 

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (Danilo) e Raphael Veiga (Gabriel Menino); Wesley (Alan Empereur), Rony (Mayke) e Luiz Adriano (Gabriel Veron). Técnico: Abel Ferreira


FONTE: UOL ESPORTE

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui. 

 

PUBLICIDADE