04/05/2021 09h25

Figueirense se pronuncia sobre polêmica no estadual e diz que irá acompanhar julgamento

Alvinegro pode herdar vaga do Hercílio Luz nas quartas de final do Campeonato Catarinense

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Marcelo Siqueira / NSC TV

Foto: Marcelo Siqueira / NSC TV

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Figueirense se manifestou no site oficial, na noite desta segunda-feira, sobre o julgamento que vai analisar a possível irregularidade na escalação do jogador Alisson, do Hercílio Luz, em partida válida pela nona rodada do campeonato estadual.

 

A sessão, que ocorre na terça, às 19h (de Brasília), terá a presença de um representante do clube alvinegro.

 

Se o Leão do Sul for punido, perderá três pontos na tabela de classificação da primeira fase, ficando atrás do Figueira, que terminou em nono. Neste caso, o time de Jorginho teria o direito de disputar as quartas de final com a Chapecoense.

 

Confira a nota

 

O Figueirense Futebol Clube, por meio de seu Conselho Administrativo, informa ao torcedor alvinegro que se fará presente no julgamento do processo n.º 42/2021, que se realizará na próxima terça-feira (04/05), junto a 4ª Câmara Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina, que analisará a suposta infração (escalação irregular de atleta) cometida pelo Hercílio Luz Futebol Clube na partida contra a equipe do Brusque, na condição de terceiro interessado.

 

O membro do Conselho Deliberativo, Nikolas Bottós, será o advogado do Clube.

 

A direção do Figueirense reitera que segue acompanhando os desdobramentos, sem perder o foco na preparação do elenco para a disputa da série C do Campeonato Brasileiro.

 

Entenda o caso

 

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) denunciou à Procuradoria da Justiça Desportiva do Futebol de Santa Catarina (TJD-SC) a atuação irregular do lateral-direito Alisson, do Hercílio Luz, no confronto diante do Brusque, pela nona rodada da primeira fase da competição estadual.

 

O jogador foi expulso na final da Série B do Catarinense de 2020. Ele aguardava julgamento pelo cartão vermelho, que ocorreu em 6 de abril, e deveria cumprir um jogo de suspensão. No entanto, o defensor atuou por sete minutos contra o Quadricolor no dia 10.

 

O Hercílio, por sua vez, confia na absolvição. O diretor jurídico do clube, Marcos Acorsi, afirmou que o Leão do Sul foi informado pelo TJD-SC que o atleta poderia jogar.


FONTE: GLOBO ESPORTE SC

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOKYOUTUBE E SOUNDCLOUD.

RECEBA NOTÍCIAS DO ALTO VALE DIRETAMENTE NO SEU CELULAR CLICANDO AQUI.
PUBLICIDADE