15/01/2021 16h56

Figueirense recebe o Brasil de Pelotas e deve vencer para manter esperanças

Só a vitória interessa para o Furacão depender só de si para escapar da degola

PUBLICIDADE
Alecsandro, que começou no banco contra a Chape, deve retomar a titularidade (Foto: Patrick Floriani/FFC/divulgação)

Alecsandro, que começou no banco contra a Chape, deve retomar a titularidade (Foto: Patrick Floriani/FFC/divulgação)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Figueirense entra em campo já nesta sexta-feira (15) em mais uma decisão nesta Série B 2020. O duelo é válido pela 35ª rodada da competição e, mais do que nunca, só a vitória interessa para o Furacão depender só de si para escapar da degola.

 

O técnico Jorginho até voltou à beirada do gramado, depois de cumprir o protocolar isolamento depois de ter sido diagnosticado com a Covid-19.

 

O fato é que o Figueirense não venceu. Pior, perdeu, aumentou seu jejum para três jogos e afundou ainda mais na tabela de classificação. O alvinegro é 18º colocado com 36 pontos conquistados onde, nesse momento, precisa de três vitórias nos próximos quatro jogos.

 

O primeiro deles é diante do Brasil, de Pelotas (RS), a partir das 17h30, no estádio Orlando Scarpelli. O Xavante, já em ritmo de término de temporada, é 10º colocado com 47 pontos conquistados.

 

Sem chance em cima e tampouco na parte de baixo, o representante do Sul do Rio Grande do Sul chega sem maiores “obrigações” a capital de Santa Catarina.

 

Mudança no Alvinegro

 

Sem vencer há três jogos o time do Figueirense deve ter mudanças em relação ao que perdeu da Chape, na última terça.

 

Geovane Itinga, alçado como titular, sai para o retorno de Alecsandro. Dudu, meia, que também começou entre os 11 iniciais deve ir para o banco de reservas ao dar lugar ao atacante Lucas Barcelos.

 

Bruno Michel, que já atuou no setor de criação, pode ser devolvido a função para que o tridente de ataque seja composto por Lucas, Alec e Diego Gonçalves, artilheiro do Furacão na temporada.

 

Jorginho, um pouco irritado após a derrota para a Chape, em Chapecó, falou do que projeta para esse “sprint” final na tabela.

 

“A matemática sempre fizemos. Temos que ganhar o máximo de partidas. Quanto mais, melhor. Estamos a três partidas sem vencer. Estamos na briga, que depende muito mais de nós. Acho que conseguimos crescer. Juntos estaremos fortes, separados teremos problemas”, disse Jorginho.

 

O provável Figueirense: Rodolfo Castro; Thiaguinho, Guilherme Thiago, Vitor Mendes e Renan Luís; Arouca, Matheus Neris e Dudu (Lucas Barcelos); Bruno Michel, Diego Gonçalves e Alecsandro (Geovane Itinga).

 

Xavante aliviado

 

Apenas um time, dentre os outros 19 que disputam a Série B, perdeu duas vezes para o Brasil: o também gaúcho Juventude.

 

Na última rodada o Xavante venceu, de virada, o Papo e chegou aos 47 pontos. Com a pontuação alcançada o time dirigido por Claudio Tencatti superou o “número mágico” de permanência na Segundona.

 

A baixa na equipe fica por conta do atacante Luiz Henrique, 19 anos, que foi negociado com o futebol dos Emirados Árabes. O time que o contratou, Al Wasl, é dirigido pelo brasileiro e ex-Fluminense, Odair Hellmann, que o indicou.

 

O time para entrar em campo, no estádio Orlando Scarpelli, deve ser confirmado somente na tarde desta sexta-feira.

 

FICHA TÉCNICA

 

Figueirense: Rodolfo Castro; Thiaguinho, Guilherme Thiago, Vitor Mendes e Renan Luís; Arouca, Matheus Neris e Dudu (Lucas Barcelos); Bruno Michel, Diego Gonçalves e Alecsandro (Geovane Itinga). Técnico: Jorginho.

 

Brasil: Rafael Martins; Felipe, Heverton, Diego Ivo e Bruno Luiz; Pablo, Sousa, Bruno José e Matheus Oliveira; Rodrigo e Luiz Felipe. Técnico: Cláudio Tencatti.

 

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC). Data: 15/01/20. Hora: 17h30.

 

Arbitragem: Jefferson Ferreira de Moraes (GO); auxiliado por Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO).


POR: DIOGO DE SOUZA – ND+

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE