11/09/2020 11h56

Ex-Vasco, Kayzer brilha e dá vitória ao Atlético-GO em São Januário

Foi a primeira vitória do time de Vagner Mancini fora de casa na competição

PUBLICIDADE
Fonte: UOL Esporte

Fonte: UOL Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

O Atlético-GO surpreendeu o Vasco em São Januário, na noite de ontem (10), e venceu por 2 a 1, com dois gols de Renato Kayzer, cria do próprio Cruz-Maltino. Com o resultado, o Dragão foi a nove pontos e saiu da zona de rebaixamento, empurrando o Athletico-PR para a degola. Foi a primeira vitória do time de Vagner Mancini fora de casa na competição.

 

A equipe do técnico Ramon Menezes permaneceu com 14 pontos e caiu para a sexta posição.

 

Na próxima rodada, a equipe cruz-maltina terá o clássico com o Botafogo, no Nilton Santos, enquanto o Atlético-GO vai visitar o Bahia. Os dois jogos vão acontecer no domingo.

 

Mudança no Vasco

 

Com o meia Benítez poupado, o técnico Ramon Menezes optou por Bruno Cesar como titular. Essa foi a primeira vez que o camisa 7 iniciou um jogo desde quando foi reintegrado ao grupo, em meio à paralisação devido à pandemia de coronavírus. O jogador havia iniciado a temporada fora dos planos da diretoria.

 

Protestos antes de a bola rolar

 

Os jogadores de Vasco e Atlético-GO fizeram duas manifestações antes do início do jogo. A primeira, com mãos espalmadas e um X vermelho desenhado, contra a violência contra a mulher — o Cruz-Maltino entrou com o símbolo também desenhado na camisa. Depois, com os braços cruzados, um protesto em resposta à invasão de torcedores do Figueirense em treino realizado no estádio Orlando Scarpelli.

Avanço do Vasco, chances do Atlético-GO

 

A equipe da Colina foi para o jogo com a intenção de comandar as ações e, no início, teve mais presença no campo de ataque, mas não conseguiu furar o bloqueio do Atlético-GO e criar oportunidades claras de gols;

 

O Dragão, por outro lado, adiantava a marcação e explorava os erros na saída de bola do Vasco, conseguindo assustar o adversário. Nas duas chances mais evidentes, Janderson conseguiu chegar à linha de fundo pelo lado direito e achar um companheiro na área.

 

Jogo “entre as intermediárias”

 

Em certo momento, a partida ficou “presa” no meio de campo. Os dois times erravam muitos passes e não mostravam muita criatividade na busca por espaços.

 

Goleiros salvam

 

Com uma marcação mais encaixada, o Atlético-GO passou a sair em bloco. Em um desses avanços, Janderson acionou Chico, que bateu cruzado e Fernando Miguel se esticou para fazer a defesa. A resposta vascaína veio pouco depois, quando Bruno Cesar esticou para Henrique na velocidade e o lateral-esquerdo bateu no gol, mas Jean afastou.

 

Fernando Miguel de novo!

 

Logo no comecinho do segundo tempo, Janderson apareceu livre na marca de Fernando Miguel e tentou o toque por cima, mas o goleiro vascaíno fez a defesa.

 

Substituição e mudança de cara

 

Aos cinco minutos do segundo tempo, o Vasco perdeu Andrey, que indicou um incômodo muscular. O jogador via sendo um dos mais importantes do time até aquele momento. Na tentativa de diminuir os espaços do time adversário, o Cruz-Maltino ficou um time mais burocrático e com grandes dificuldades de chegar ao ataque.

 

Cano de um lado, Kayzer do outro

 

Em uma das poucas subidas do Vasco, Talles cortou para o meio e bateu. A bola desviou na zaga e, na primeira chance que teve. Cano abriu o placar. A torcida cruz-maltina mal comemorou e viu Renato Kayzer, cria da base do clube de São Januário, empatar. Após cruzamento da direta, o camisa 9 do Atlético-GO se antecipou a Marcelo Alves e mandou no ângulo de Fernando Miguel.

 

Kayzer brilha

 

Em nova escapa pela direita, o Atlético-GO chegou à virada. E Kayzer, de novo, deixou a marca dele. Após cruzamento de Matheuzinho, o atacante subiu com tranquilidade e cabeceou para fazer o segundo do Dragão.

 

Tentou e… Nada!

 

Depois da virada, o Vasco se mostrou um time meio perdido em campo, indo à frente de qualquer maneira e sem poder de reação. A equipe se movimentava pouco e errava muitos passes, impedindo que as chances aparecessem.

 

Jean evita o empate

 

Em jogada de Catatau pela esquerda, já na reta final da partida, Cano finalizou e Jean pegou. No rebote, Pikachu bateu forte e o goleiro voltou a aparecer, evitando o gol com o pé.

 

Gol do Vasco anulado no fim

 

Nos minutos finais, o Cano balançou a rede e marcou aquele que seria o gol de empate, mas, com o auxílio do árbitro de vídeo, o gol foi anulado. A arbitragem viu um toque no braço do camisa 14 cruz-maltino.

 

Bruno Gomes é expulso nos acréscimos

 

O volante Bruno Gomes ainda foi expulso aos 52 minutos do segundo tempo, depois de uma agressão a Matheus Vargas. O lance foi denunciado pelo VAR.

 

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 2 ATLÉTICO-GO

Competição: Campeonato Brasileiro (9ª rodada)
Data e horário: 10/09/2020 (quinta-feira), às 21h (de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Rafael Traci (SC)
Cartões amarelos: Talles Magno, Vinicius (VAS); João Victor (ATG)
Cartões vermelhos: Bruno Gomes, aos 52 minutos do segundo tempo
Gols: Cano, do Vasco, aos 16 minutos do segundo tempo; Renato Kayzer, do Atlético-GO, aos 17 minutos do segundo tempo; Renato Kayzer, do Atlético-GO, aos 28 minutos do segundo tempo

Vasco: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Miranda, Marcelo Alves e Henrique; Andrey (Marcos Junior), Fellipe Bastos (Bruno Gomes), Carlinhos (Vinícius) e Bruno César (Ribamar); Talles Magno (Ygor Catatau) e Cano. Técnico: Ramon Menezes

 

Atlético-GO: Jean; Dudu, Éder, João Victor e Nicolas; Edson, Marlon Freitas (Matheus Vargas), Gustavo Ferrareis (Everton Felipe) e Janderson (Matheuzinho); Renato Kayzer e Chico (Oliveira). Técnico: Vagner Mancini

 

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE