21/02/2021 13h08 - Atualizado em 21/02/2021 13h09

Ex-Santos, taioense Nicole Ramos acerta com clube de SC

Goleira da Seleção Brasileira está de casa nova

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

 

Convocada para a Seleção Brasileira feminina principal em dezembro do ano passado, a goleira taioense Nicole Ramos acaba de acertar com um novo clube. Defendendo o time feminino do Santos, o Sereias da Vila, desde 2017, a atleta anunciou neste sábado (20) que está de casa nova. A partir desta temporada, Nicole defenderá o Napoli, de Caçador, com contrato até o fim do ano. O anúncio foi feito através das redes sociais da jogadora e do clube catarinense, que comemorou a nova contratação.

 

Histórico da jogadora

 

Nicole Ramos é goleira e tem apenas 20 anos. Com passagens por clubes como o Vasto Verde, de Blumenau, o Criciúma e o Santos, a atleta tem um currículo de dar inveja a muitos atletas da modalidade, sejam eles homens ou mulheres.

 

Mas para chegar até aqui, Nicole teve alguns desafios. Incentivada por seu pai Edilson, a jovem jogadora de apenas nove anos, na época, teve o primeiro contato com o futebol, dali em diante não parou mais. A partir daí o primeiro desafio foi ser a única garota que treinava entre os meninos na escolinha de futebol Estrela Social, de Taió. O outro desafio, foi descobrir-se no gol, posição em que a atleta viu seus olhos brilharem ao acompanhar os treinamentos. Ela conta mais sobre a opção de jogar debaixo das traves e sobre a dificuldade de assumir essa função.

 

Nicole: De fato, é uma posição em que você vai do céu ao inferno em um mesmo jogo. Eu optei por isso por achar os treinos específicos legais. Ficava fascinada no jeito que os goleiros treinavam, então decidi experimentar também, e desde lá nunca mais deixei a posição.

 

Ela conta sobre o seu principal combustível na sua carreira, mas enfatiza a importância do pai no gosto pelo esporte da bola no pé e no início de sua jornada pelos gramados do Brasil.

 

Nicole: Minha família. Aprendi a gostar do futebol com meu pai. Ele sempre me levava nos jogos com ele é desde cedo me incentivou a petiscar o esporte, mesmo sendo menina. A alegria estampada nos olhos deles quando me veem jogando não tem preço.

 

Infelizmente, na realidade do futebol feminino, o preconceito por jogar um esporte dominado por homens ainda prevalece, no começo de carreira das atletas principalmente. Para a Nicole Ramos também não foi diferente e ela relata como foi começar a carreira tentando passar por cima de todo o pensamento ruim que a cercava e principalmente como ela respondia as provocações.

 

Nicole: Comecei a jogar futebol com meninos e sempre que participávamos de algum campeonato eu ouvia gracinhas vindas do outro time, porém preferia responder dentro de campo, e depois dos jogos eles sempre vinham me cumprimentar, assustados com o fato de uma menina jogar de igual para igual com os meninos, por isso nunca me deixei abalar com os preconceitos, mostrava para eles que o fato de ser menina não me impedia de jogar.

 

Vimos que para ser quem Nicole é, sua família tem fator fundamental. Mas dentro de campo quem a inspira para continuar jogando no gol? Ela contou para a reportagem quem é o seu ídolo dentro das quatro linhas.

 

Nicole: Sou uma grande fã do Buffon (Goleiro italiano campeão do mundo). Ouço falar dele desde pequena, e depois que comecei a acompanhar seu trabalho virei uma fã de carteirinha, mesmo com seus mais de 40 anos ele continua brilhando dentro dos gramados.

 

Como sabemos, o Santos Futebol Clube é um celeiro de craques. É impossível não deixar de citar nomes importantes do nosso futebol, como Pelé, Neymar e a rainha Marta. Todos esses nomes deixam a todos que jogam no clube, muito orgulhosos por estarem defendendo as cores do alvinegro praiano.

 

Nicole Ramos nos descreveu a sensação de ter defendido a meta do clube do Litoral paulista.

 

Nicole: Foi uma oportunidade incrível, treinar lado a lado com meninas que eu sempre acompanhei e fui fã foi um aprendizado enorme e me fez crescer muito como atleta.

 

A jogadora cita a alegria de poder conquistar títulos tão importantes para sua carreira defendendo o Santos.

 

Nicole: É algo impossível de descrever em palavras. Sinto muito orgulho de ter feito parte dessa equipe, e conquistar meu primeiro título com apenas 17 anos foi uma coisa incrível.

 

Nicole Ramos

Foto: Reprodução


Todo mundo almeja um alvo, um objetivo a ser focado. A Nicole também busca o seu e ela comentou a nossa reportagem qual o caminho a ser traçado por ela como meta.

 

Nicole: Meu sonho como atleta e disputar as olimpíadas com a seleção principal. Sonho com isso desde pequena e espero chegar lá um dia.

 

Falando em seleção brasileira, Nicole esteve na base no selecionado desde 2014 e sempre sendo convocada dali em diante. E títulos não faltaram para ela com a camisa verde amarela. No ano seguinte a nossa entrevistada ganhou o Troféu Cidade de São Paulo sub-17, tendo grande destaque na final defendendo duas penalidades máximas. Ela nos contou sobre a sensação de vestir as cores nacionais.

 

Nicole: É um orgulho imenso saber que seu trabalho está sendo reconhecido e sendo bem feito. Isso é consequência de muito empenho e dedicação.

 

O futebol feminino ainda não tem o seu devido reconhecimento por parte da grande mídia que gira em torno do futebol brasileiro. Alguns veículos de comunicação, ainda que de forma tímida, começam a introduzir o futebol feminino aos olhos do grande público que os acompanham. Nicole Ramos acredita que o esporte praticado pelas mulheres, possa um dia, ter a consideração que merece por parte da mídia.

 

Nicole: Isso mostra que aos poucos o futebol feminino vem ganhando espaço e que eles estão reconhecendo o nosso trabalho. Mas tem muito a evoluir e tenho fé que aos poucos melhore mais ainda.

 

A esperança da atleta é a mesma de todos que as acompanham de perto e sabem do potencial que o futebol feminino tem e basta apenas um leve empurrão para que o esporte tenha o seu devido valor. E isso não depende apenas das meninas em campo, mas também dos clubes e da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), se todos trabalharem juntos em um só caminho, as mulheres do futebol terão grande sucesso.

 

Principais títulos:

 

Pela Seleção Brasileira:
Vice-campeã sul-americana sub-17
Campeã sul-americana sub-20

 

Santos:
Campeã brasileira 2017
Campeã paulista 2018
Vice-campeã da libertadores 2018


FONTE: RÁDIO EDUCADORA 90,3 FM / FUTEBOL NA VEIA

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE