18/09/2021 11h18

Debaixo de muita chuva e sobre campo encharcado, Brusque e Vitória ficam no empate

Futebol foi quase impraticável pelo mau tempo em partida válida pela Série B

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Marlone fez seu segundo jogo como titular (Foto: Marcio Costódio / O Município)

Marlone fez seu segundo jogo como titular (Foto: Marcio Costódio / O Município)

PUBLICIDADE

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

Na reestreia de Waguinho Dias, o Brusque chegou a acertar a trave duas vezes, mas não saiu do empate em 0 a 0 com o Vitória na tarde desta sexta-feira (17), pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida foi prejudicada pelas fortes chuvas, com relâmpagos, trovoadas, vento e gramado transformado em piscina. O Marreco prolonga sua sequência sem vencer: são 10 jogos, há seis a equipe não balança as redes.

 

Muita água

 

A partida foi marcada pelas fortes chuvas e, por consequência, pelo gramado muito danificado do Augusto Bauer, com muitas poças. Os jogadores tinham muita dificuldade para fazer o jogo fluir. A bola tinha sua trajetória alterada pelas poças, e as equipes buscavam ligações diretas para evitar erros no meio-campo.

 

A primeira finalização foi do Vitória, aos nove minutos. Claudinho errou o passe na saída de bola e Samuel escorregou. Cedric ficou com a bola arriscou, mas o chute saiu fraco e Zé Carlos segurou sem problemas.

 

A primeira grande chance do jogo, contudo, foi do Brusque, aos 24 minutos. Edu fez belo passe em profundidade para Thiago Alagoano, que invadiu a área pela direita para alcançar a bola. Bateu pro gol e Lucas Arcanjo precisou defender com as pernas antes de segurar com as mãos.

 

Aos 30, Toty fez ótima jogada individual e a bola chegou a Marlone. O camisa 31 buscou o espaço e bateu para o gol, mas foi travado. A bola passou à esquerda do goleiro, que se jogou para conferir, mas o lance terminou em escanteio.

 

Quatro minutos depois, Garcez recebeu bola alçada na área e escorou para Edu, que bateu de primeira, de três dedos, mas já desequilibrado. A bola passou rasteira, próxima ao gol do Vitória.

 

Grandes chances

 

Os visitantes só tiveram uma chance clara aos 36. Cedric ficou com uma sobra de cruzamento dentro da área e encheu o pé, mas isolou.

 

O quadricolor esteve perto de abrir o placar aos 43. Thiago Alagoano fez pelo passe para Garcez, que fez o domínio, mas a bola fugiu um pouco de seu alcance. Quando foi chutar, Lucas Arcanjo saiu para se antecipar bem.

 

Impraticável

 

O tempo apertou demais na segunda etapa. Muita chuva, vento, relâmpagos, trovoadas e um gramado completamente coberto de água deixaram o jogo impossível de ser jogado. A dinâmica era a única possível com estas condições: passes altos, cruzamentos, bola aérea e muita água. Enormes banhados no gramado próximos à área eram auxiliares importantes na defesa do Vitória.

 

Brusque martela

 

De alguma forma, o Brusque conseguiu excelentes oportunidades de abrir o placar. Uma chance incrível foi criada aos 14 minutos. Marlone fez belo passe de cavadinha para Zé Mateus, que encheu o pé. A bola explodiu na trave esquerda de Lucas Arcanjo.

 

Aos 26, após lançamento pelo meio, Edu invadiu a área tentando alcançar a bola, perseguido pela marcação. Lucas Arcanjo saiu desgovernado e muita água foi levantada. A bola, parada na poça, seguiu com Edu, que rolou para Thiago Alagoano, que vinha de trás. O Reizinho bateu para o gol, mas João Victor bloqueou e salvou o Vitória. Pouco depois, aos 28, após bola levantada, Thiago Alagoano cabeceou na trave.

 

Próximo jogo

 

O Brusque volta a campo às 19h desta terça-feira, 21, contra o Sampaio Corrêa, em São Luís (MA).


Brusque 0x0 Vitória

 

Campeonato Brasileiro – Série B
24ª rodada
Sexta-feira, 17 de setembro de 2021
Estádio Augusto Bauer

 

Brusque: Zé Carlos; Toty, Claudinho, Everton Alemão, Airton; Zé Mateus, Rodolfo Potiguar; Thiago Alagoano, Marlone (Jhon Cley 39′-2ºt); Maurício Garcez (Bruno Alves 13′-2ºt) e Edu.
Técnico: Waguinho Dias

 

Vitória: Lucas Arcanjo; Van, João Victor, Thalisson, Roberto; Pablo Siles, Fernando Neto (João Pedro 26′-2ºt); Marcinho, Cedric, David (Caíque Souza-int); Samuel.
Técnico: Wagner Lopes

 

Trio de arbitragem (PA): Dewson Fernando Freitas da Silva, auxiliado por Márcio Gleidson Correia Dias e Hélcio Araújo Neves

Árbitro de vídeo: Leone Carvalho Rocha (GO)

Cartões amarelos: Samuel, Pablo Siles e Marcinho.


Estatísticas

Posse de bola: 58% x 42%
Finalizações: 16×6
Chutes a gol: 2×1
Escanteios: 10×2
Impedimentos: 1×0
Faltas: 18×18
Cartões amarelos: 0×3

Fonte: SofaScore



SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOK YOUTUBE.
PUBLICIDADE