17/03/2020 13h43

Copa América é adiada para 2021 por causa da pandemia do coronavírus

Competição, que tem Argentina e Colômbia como sedes, estava marcada para iniciar em 12 de junho, mesmo data da Eurocopa, também adiada para o ano que vem

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Por causa da pandemia do coronavírus, Copa América desse ano foi adiada para 2021. A competição, que tem Argentina e Colômbia como sedes, estava marcada para iniciar no dia 12 de junho, mesmo data da Eurocopa, que também foi adiada para o ano que vem. A decisão de postergar o torneio foi feita pelo Conselho da Conmebol em conjunto com a Uefa.

 

De acordo com a Conmebol, os grupos, sedes e formato da competição estão mantidos. As datas é que mudam: a Copa América será agora de 11 de junho a 11 de julho de 2021 (em 2020, o torneio começaria em 12 de junho e terminaria no dia 12 de julho).

 

– Esta é uma medida extraordinária para uma situação inesperada e responde à necessidade fundamental de evitar a evolução exponencial do vírus. Não foi fácil tomar essa decisão, mas devemos sempre proteger a saúde de nossos jogadores e de todos os que fazem parte da grande família de futebol da América do Sul . Não duvide que o torneio internacional mais antigo do mundo será voltar mais forte do que nunca em 2021 – disse Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol.

O Brasil está no grupo B ao lado de Colômbia, Equador, Peru, Venezuela e Catar, sede da Copa de 2022 e um dos convidados para o torneio, assim como a Austrália (que está no grupo A, com sede na Argentina). A ideia da Conmebol é manter ambas seleções como convidadas.

 

Confira abaixo o comunicado na íntegra da Conmebol sobre o adiamento da Copa América:

 

“Após uma análise detalhada da situação em relação à evolução mundial e regional do Coronavírus (Covid-19) e das recomendações de organizações internacionais da área de Saúde Pública para tomar precauções extremas, a Conmebol anuncia o adiamento da 47ª edição da Copa América para as datas de 11 de junho a 11 de julho de 2021.

 

A Confederação, com seu presidente Alejandro Domínguez, juntamente com os 10 presidentes das diferentes Associações Membro, considera que um evento dessa magnitude merece que toda a atenção e esforço sejam concentrados em sua organização; A prioridade de hoje está em segundo plano para proteger a saúde e a segurança das equipes nacionais, torcedores, mídia e cidades-sede.

 

Gostaríamos de agradecer especialmente aos Presidentes da República Argentina, Don Alberto Fernández, e da República da Colômbia, Don Iván Duque, por todos os sinais de cordialidade e colaboração permanente, juntamente com seus respectivos Ministros e funcionários do governo, pela organização deste grande campeonato. Nesse mesmo sentido, agradecemos também o constante acompanhamento e trabalho dos presidentes da Associação Argentina de Futebol, Claudio Tapia e da Federação Colombiana de Futebol, Ramón Jesurún, para concretizar a Copa América 2020 em seus respectivos países.

 

Agradecemos também à Uefa e ao seu Presidente, Aleksander Čeferin, pelo trabalho conjunto e pela decisão coordenada de adiar a Euro 2020 em benefício de toda a família do futebol.

 

Nos próximos meses, a CONMEBOL informará, por meio de seus canais oficiais, sobre as decisões tomadas com as Associações Membros e de acordo com as recomendações das organizações de saúde.”

 

Fonte: GE

PUBLICIDADE