25/09/2021 11h20

Brusque perde para o Vasco e chega ao seu 12º jogo sem vitória na Série B

Quadricolor foi derrotado pelo time carioca, em Brusque, em atuação desastrosa da arbitragem

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

O Brusque foi derrotado por 1 a 0 pelo Vasco na noite desta sexta-feira (24), no estádio Augusto Bauer, pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O quadricolor, desfalcado de nomes como Thiago Alagoano e Marlone, fez uma boa partida, mas parou no goleiro Vanderlei, enquanto bastou uma chance clara para Nenê marcar o gol do jogo. Agora a equipe brusquense está há 12 jogos sem vencer é o 16º colocado, com 26 pontos.

 

Brusque x Vasco gol Nenê Série B

Foto: Beno Küster Nunes / AGIF

Horas antes da partida, o quadricolor foi condenado com a perda de três pontos pelo caso de injúria racial ao meia Celsinho, do Londrina. O caso foi julgado pela 5ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Cabe recurso.

 

Foi a primeira partida do Brusque com a presença do torcedor no Augusto Bauer desde 8 de março de 2020, quando o quadricolor empatou em 1 a 1 com o Concórdia. A equipe teve 37 partidas no Gigantinho até o retorno do torcedor.

 

Gol anulado

 

O Vasco começou pressionando o Brusque nos primeiros instantes, mas foi o Marreco quem balançou a rede aos seis minutos. Após escanteio cobrado por Zé Mateus, um desvio fez a bola atingir o travessão. Na sobra, Edu chutou, já desequilibrado. Vanderlei não parou a bola e Nonato completou para as redes. Após quase quatro minutos de revisão do VAR, foi marcado um impedimento repleto de dúvidas e questionamentos à aplicação do recurso de vídeo.

 

Pouco espaço

 

As duas equipes trocaram alguns ataques, mas com poucos espaços para o último passe. O Vasco tentava um pouco mais os cruzamentos, especialmente com Nenê. A defesa brusquense estava bem postada para impedir que a bola chegasse em Cano e que Gabriel Pec arrancasse com liberdade.

 

A partida tinha poucas chances de gol e pouca ação, especialmente dos 20 aos 35 minutos. O Vasco só teve duas finalizações na primeira etapa e uma posse de bola inoperante. Aos 38, após cobrança de falta de Nenê, Ricardo Graça cabeceou e a bola passou perto, à esquerda de Ruan Carneiro. O Brusque começava a ensaiar uma superioridade no ataque.

 

Expulsão

 

Aos 42 minutos, três jogadores ficaram caídos após cobrança de escanteio. Após revisão do VAR, foi aplicado o cartão vermelho sobre Léo Matos, após ter acertado o braço no rosto de Claudinho. O lance também teve controvérsias. Claudinho se lesionou no lance e precisou dar lugar a Ianson.

 

Outro anulado

 

Logo após a expulsão de Léo Matos, Jhon Cley foi lançado na esquerda e teve liberdade para cruzar com categoria para Edu, que fuzilou para o gol. O assistente assinalou impedimento de Jhon Cley, antes do cruzamento.

 

Aos 51, o Brusque chegou bem ao ataque, Garcez recebeu cruzamento da direita e escorou para o meio da área. Jhon Cley se jogou para completar para o gol, mas a bola passou pela linha de fundo.

 

Só dava Brusque

 

O quadricolor começou a segunda etapa pressionando demais o Vasco. Os visitantes não conseguiam ultrapassar a linha do meio-campo. Aos dois minutos, após cruzamento de Zé Mateus, Edu fez um belo cabeceio, no ângulo direito de Vanderlei. O goleiro do Vasco foi na bola e mandou para escanteio.

 

Mas deu Vasco

 

Na primeira chegada com mais perigo do Vasco, o placar foi aberto. Aos 11, após cruzamento de Zeca pela direita, Nenê recebeu nas costas de Toty e já emendou de primeira, num bonito gol. A bola passou no canto baixo direito de Ruan Carneiro.

 

Marreco martela

 

O Brusque sentiu o gol, mas se reabilitou. Aos 20, Garcez arriscou um balaço de longe e Vanderlei fez a defesa em dois tempos Aos 23, após a bola rondar a área do Vasco, Airton cruzou bem e Toty cabeceou. O goleiro vascaíno fez defesa espetacular no pé de sua trave esquerda antes de a bola sair pela linha de fundo.

 

Três minutos depois, após bate-e-rebate na área, a bola sobrou com Toty, que encheu o pé. Ricardo Graça fez o bloqueio e a bola saiu por cima do gol do Vasco.

 

Ritmo cai

 

Os cruzmaltinos, com um jogador a menos, começaram a segurar o resultado. A partir dos 30 minutos, o quadricolor começou a diminuir o ritmo, e as finalizações mais limpas começaram a ficar mais raras.

 

Aos 38, Fernando Diniz ia substituir Nenê, mas desistiu da ideia e conseguiu ganhar alguns segundos para Vasco e a revolta do torcedor do Brusque. Logo depois, Marquinhos Gabriel recebeu na área, chutou colocado e Ruan Carneiro espalmou para escanteio.

 

Num dos últimos suspiros do Brusque, Edu teve espaço e bateu cruzado, aos 47. Vanderlei fez nova grande defesa na bola rasteira.

 

Próximo jogo

 

O Brusque enfrenta o Brasil no estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), às 19h desta quarta-feira, 29, pela 27ª rodada.


Brusque 0x1 Vasco

 

Campeonato Brasileiro – Série B
26ª rodada
Sexta-feira, 24 de setembro de 2021
Estádio Augusto Bauer

 

Brusque: Ruan Carneiro; Toty (Tony 34′-2ºt), Claudinho (Ianson 47′-1ºt), Everton Alemão, Airton; Nonato (Edílson 17′-2ºt), Rodolfo Potiguar; Zé Mateus, Jhon Cley (Diego Mathias 17′-2ºt); Maurício Garcez (Fio 34′-2ºt) e Edu.
Técnico: Waguinho Dias

 

Vasco: Vanderlei; Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castan, Zeca; Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel; Nenê, Morato (Walber 8′-2ºt), Gabriel Pec (Rômulo 29′-2ºt); Cano (Daniel Amorim 29′-2ºt).
Técnico: Fernando Diniz

 

Trio de arbitragem (DF): Sávio Ferreira Sampaio, auxiliado por Daniel Henrique da Silva Andrade e José Reinaldo Nascimento Júnior.

Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)

Gol: Nenê (11′-2ºt)

 

Cartões amarelos: Nenê, Fernando Diniz, Vanderlei; Zé Mateus e Everton Alemão.

Cartão vermelho: Léo Matos.


Estatísticas

 

Posse de bola: 50%x50%
Finalizações: 24×5
Chutes a gol: 6×3
Escanteios: 9×4 
Impedimentos: 4×2
Faltas: 13×12
Cartões amarelos: 2×2

 

Fonte: SofaScore


POR: JOÃO VITOR ROBERGE – O MUNICÍPIO
FOTO: LUCAS GABRIEL CARDOSO / BRUSQUE FC

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOK YOUTUBE.
PUBLICIDADE