22/09/2020 10h58

Transtorno psicológico pode dar “falso sintoma” de Covid-19. Entenda

Novo coronavírus tem sintomas clássicos e comuns, mas pode apresentar quadros muito variados dependendo do organismo de cada pessoa

PUBLICIDADE
Tontura, enjoo e dor de cabeça são sintomas atípicos da Covid-19 (Foto: Freepik)

Tontura, enjoo e dor de cabeça são sintomas atípicos da Covid-19 (Foto: Freepik)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Mesmo sem estarem com a infecção, algumas pessoas podem sentir sintomas da Covid-19. Esse processo é chamado de somatização e ocorre por conta de descompensações psicológicas de acordo com o infectologista Marcelo Otsuka, da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia).

 

“Na verdade, estamos vendo bastante esses casos, está sendo bem frequente. Toda a situação que estamos vivendo, isolamento, medo, mudança na rotina, estresse, está causando esse tipo de reação.”

 

“É muito importante que a pessoa converse com seu médico, se está suspeitando que está com a doença. Primeiro é observar se você teve contato com alguém que tem a doença e tentar uma orientação por telefone ou telemedicina.”

 

Otsuka explica que o novo coronavírus tem alguns sintomas clássicos e comuns, mas que pode apresentar quadros muito variados dependendo de cada pessoa. “O mais comum são os sintomas respiratórios, gastrointestinais e a febre, mas algumas pessoas podem ter tontura, dor de cabeça, só uma indisposição ou um mal-estar, varia muito.”

 

Segundo ele, ao apresentar algum sintoma é necessário avaliar se é algo que foge do comum para aquele indivíduo e se ele teve contato com pessoas infectadas. “Se é uma pessoa que já sente tontura com uma certa frequência, provavelmente não vai ser Covid-19.”

 

O Ministério da Saúde adota duas definições de caso suspeito de Covid-19:

 

  • Síndrome gripal: pessoa com quadro respiratório agudo caracterizado por pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, alterações de olfato ou paladar.

 

  • Síndrome respiratória aguda grave: pessoa com síndrome gripal que apresente algum desses quadros: dispneia (falta de ar), saturação de oxigêno abaixo de 95%, coloração azulada dos lábios ou rosto.

 

“Mas claro que não significa que todos esses casos suspeitos são Covid-19″, destaca Otuska.

 

O infectologista afirma que se a pessoa suspeita que está com Covid-19 o ideal é que ela comunique seu médico de confiança. “Se ela puder e for se sentir melhor, pode fazer o exame laboratorial.”

 

Desde o começo de julho, o Ministério da Saúde recomenda que pacientes devem buscar atendimento médico imediato em caso de sintomas relacionados à Covid-19, mesmo que eles sejam leves.

 

FONTE: ND+

 

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE